Comunidades tradicionais do extremo sul se reúnem com comissão estadual em Teixeira

Teixeira de Freitas sedia CESPCT e adere ao Fórum de Gestores da Igualdade Racial. Foto: Ascom/Sepromi

A diversidade étnica e racial foi um dos destaques da 27ª reunião ordinária da Reunião da Comissão Estadual para a Sustentabilidade dos Povos e Comunidades Tradicionais (CESPCT), realizada na tarde desta quinta-feira (12), no auditório da Universidade do Estado da Bahia (Uneb,) em Teixeira de Freitas.

A agenda faz parte dos esforços da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial da Bahia (Sepromi) na interiorização dos debates e políticas voltadas aos segmentos tradicionais da Bahia.

A secretária da Sepromi e presidente da CESPCT, Fabya Reis, destacou que os encontros são estratégicos para as instâncias governamentais ampliarem o diálogo com as populações de cada território e projetar parcerias.

Teixeira de Freitas sedia CESPCT e adere ao Fórum de Gestores da Igualdade Racial. Foto: Ascom/PMTF

Esta é uma importante iniciativa de alinhamento das ações para os segmentos tradicionais, tão presentes nesta região. Nossos encontros descentralizados possibilitam conhecermos a diversidade de biomas, culturas e modos de vida. Aqui trocamos experiências e destacamos trajetórias importantes, valorizando a pluralidade de pensamento e vivências, tudo voltado ao desenvolvimento de políticas sintonizadas com variadas especificidades”, disse a gestora, na abertura do evento.

Além de representações governamentais, estiveram presentes os segmentos quilombolas, indígenas, marisqueiras, pescadores, geraizeiros, terreiros, fundos e fechos de pasto, extrativista e ciganos.

Na programação do encontro, ainda estavam rodas de diálogo e debates sobre a conjuntura dos povos e comunidades tradicionais no território do Extremo Sul.

Teixeira de Freitas sedia CESPCT e adere ao Fórum de Gestores da Igualdade Racial. Foto: Reprodução

No começo da noite, já no auditório do Hotel Skalla, representantes das comunidades quilombolas de Volta Miúda (Caravelas), Vila Juazeiro (Ibirapuã), Helvécia e Rio do Sul (Nova Viçosa) apresentaram suas demandas, alinhando o compromisso de ampliar a inclusão e reparação aos povos.

Durante o evento, também foi formalizada a entrada de Teixeira de Freitas no Fórum de Gestores Municipais de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, ato que contou com a presença do prefeito Temóteo Brito.

Teixeira de Freitas sedia CESPCT e adere ao Fórum de Gestores da Igualdade Racial. Foto: Ascom/PMTF

Visitas de intercâmbio a comunidades indígenas, pesqueiras e quilombolas foram feitas no dia 11 (Volta Miúda e Helvécia) e nesta sexta-feira, 12, (Rio do Sul).

Com informações: Sepromi

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui