Como identificar que seu veículo foi clonado e qual o procedimento a seguir?

Imagem: Divulgação/Lúcia Despachante

Assim como em todo o país, a clonagem de veículos alcança números expressivos também no estado da Bahia.

Segundo o Detran-BA, 474 processos foram abertos, com 276 decisões favoráveis aos reclamantes.

Nos casos de clonagem veicular, as solicitações são para troca de placa, anulação das multas e baixa na pontuação da habilitação.

Para conseguir a resolução do problema, é primordial que a vítima preste queixa na delegacia antes de se dirigir ao órgão de trânsito.

Antes de emitir o parecer, a suspeita é apurada através de perícia no veículo original, conferência de documentos do proprietário e do carro, além de analisar provas como fotos e vídeos.

Em Teixeira de Freitas, a Lúcia Despachante Emplacamento e Consultoria tem se disponibilizado para esclarecer dúvidas sobre o assunto.

A empresa ressalta que o consumidor deve ficar atento às notificações de infrações recebidas, quando na verdade nunca esteve na situação referida.

Entre outros indícios de clonagem, destacamos:

– acumulação de dívidas de multas;
– e aumento na pontuação da carteira.

Geralmente o clone é proveniente de furto ou roubo, tendo as mesmas características do veículo original: cor, marca, modelos e usa cópias de placas.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui