Começo do ano terá aumento nas vagas de emprego; veja setores em alta

Candidatos devem se preparar desde já para reaquecimento do mercado de trabalho; movimento vai na esteira das contratações para a Black Friday e Natal.

Foto: Reprodução

Em meio ao desemprego recorde por causa da pandemia, quem pretende começar o ano de 2021 com a tão sonhada vaga no mercado de trabalho pode ter esperança. As perspectivas de empresas que fazem a intermediação de mão de obra são otimistas para a abertura de vagas entre dezembro e fevereiro.

Setores com maior demanda

De acordo com José Luiz Tortato, gerente de negócios do Banco Nacional de Empregos (BNE), as vagas que se mantiveram em crescimento durante a pandemia continuarão em alta nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro, como funções operacionais na área de logística, tecnologia (principalmente na área de desenvolvimento de aplicativos e softwares) e saúde de modo geral.

“As perspectivas são de mais vagas temporárias. A contratação é mais flexível neste momento de incertezas. Dessa forma, os empregadores se sentem mais confortáveis fazendo a contratação de temporários para uma demanda específica e com período de contrato definido”, diz.

 

Na Catho, ao longo de 2020, os setores de saúde, e-commerce e tecnologiativeram aumento no volume de contratações em função da pandemia e devem permanecer em alta no início do ano que vem.

Segundo Fernando Morette, CEO da Catho, os cargos que tiveram maior abertura de vagas em 2020 foram os de fisioterapeuta hospitalar (725%), respiratório (716%), web developer (182%), analista de SAC (158%), vendedor de e-commerce (117%), repositor de perecíveis (116%), operador de call center (100%) e programador ADVPL (85%).

Levando em consideração os tipos de vagas publicadas nos últimos meses na Catho, a previsão é de que as mais ofertadas sejam em regime CLT.

Para a Robert Half, as oportunidades serão em diversos níveis, de assistentes a diretores, posições permanentes e temporárias, com grande destaque para as áreas de tecnologia, vendas, logística e operações.

Segundo Leonardo Berto, gerente de recrutamento da Robert Half, áreas comofinanças, RH e jurídico também mostram boas perspectivas, diretamente relacionadas à preparação das empresas para um cenário de mercado mais atrativo em 2021. Ele destaca ainda que construção civil, infraestrutura e automotivo dão bons sinais de retomada, além doagronegócio.

O gerente de recrutamento aponta que as perspectivas são favoráveis tanto para posições permanentes como temporárias.

O InfoJobs aponta que os setores da indústria e tecnologia devem manter o crescimento na abertura de vagas em 2021.

“A indústria vem demonstrando boa performance nos últimos meses. Já o setor de TI teve um importante papel em 2020 e deve continuar esse crescimento em 2021, já que muitas empresas já deram passos para a transformação digital”, afirma a country manager, Ana Paula Prado.

 

Veja abaixo 11 setores com mais vagas no site InfoJobs, que concentram 90% das oportunidades:

  1. Comercial, Vendas: 36,66%
  2. Telemarketing: 21,13%
  3. Logística: 7,65%
  4. Administração: 5,16%
  5. Industrial, Produção, Fábrica: 3,69%
  6. Informática, TI, Telecomunicações: 3,20%
  7. Construção, Manutenção: 2,92%
  8. Alimentação / Gastronomia: 2,83%
  9. Saúde: 2,83%
  10. Serviços Gerais: 2,59%
  11. Segurança: 2,08%

Fonte: G1

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui