Com novo processador do iPhone 12, Apple supera Intel, Qualcomm e Samsung

A Apple, que começou a projetar os próprios processadores para celular em 2010, superou as competidoras Intel, Qualcomm e Samsung ao lançar o primeiro chip com processo de litografia de 5 nanômetros. Em termos simples, a empresa consegue colocar 11,8 bilhões de transistores no chip para torná-lo mais eficiente e poderoso.

Segundo a própria Apple, o processador A14 Bionic do novo iPhone 12, é o mais rápido para smartphones na atualidade, com velocidade de CPU até 50% maior que outros chips. O chip gráfico que atua em conjunto também teve o mesmo aumento percentual. A Apple projeta os chips com base na arquitetura da ARM e na litografia (distância entre transistores) da TSMC, que fabrica os componentes.

Até 2015, os processadores eram projetados pela criadora do iPhone, mas produzidos pela rival Samsung, que tem uma divisão dedicada a microprocessadores — hoje, ela é responsável pela linha Exynos, usada no Galaxy S20 e no Note 20 no Brasil.

Enquanto a Samsung já prepara chips de 5 nanômetros que podem ser usados junto com o processador Snapdragon 875, da Qualcomm. A sul-coreana ampliou, em agosto, sua capacidade de produção de chips com essa litografia.

A Intel reestruturou suas operações em julho para dar conta de produzir novos processadores com processos de 7 e 5 nanômetros. A principal mudança foi nova liderança do projeto, que, desde agosto, está sob a batuta de Ann Kelleherm, responsável pelo grupo de desenvolvimento de tecnologia do Systems Architecture and Client Group.

Até o momento, a Apple é a única a contar com um processador com processo de 5 nanômetros.

Fonte: Exame

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui