Cineclube Sal na Pipoca exibirá “Nise – no coração da loucura” amanhã

Cineclube Sal na Pipoca exibirá “Nise – no coração da loucura” amanhã. Foto divulgação

O Cineclube Sal na Pipoca, do Coletivo das Artes Motirô, estará exibindo no dia 17 de julho, uma terça-feira, o filme “Nise – no coração da loucura”. Dentro de sua proposta de exibir filmes que possam contribuir para a compreensão de nosso aparelho social, mostrar o trabalho e a luta de Nise da Silveira em prol das pessoas com alterações mentais, é de grande incentivo à discussão do momento que vivemos. A exibição será no Centro Social Urbano (CSU), a partir das 19h30,o filme tem a duração de uma hora e quarenta e oito minutos e a entrada é franca. Ao final da exibição, haverá um debate entre os presentes, mediado pelo médico Stanislaw Siepierski.

O FILME

Nise, o coração da loucura, é um filme brasileiro, lançado em 2016, com direção de Roberto Berliner. No elenco, temos Glória Pires, Simone Mazzer e Júlio Adrião nos papéis principais. “Nise, o coração da loucura”, se encaixa na classificação de um drama biográfico.  O roteiro conta a história da dra. Nise da Silveira. Ela, ao voltar a trabalhar em um hospital psiquiátrico no subúrbio do Rio de Janeiro, após sair da prisão, propõe uma nova forma de tratamento aos pacientes que sofrem da esquizofrenia, eliminando o eletrochoque e lobotomia. Seus colegas de trabalho discordam do seu meio de tratamento e a isolam, restando a ela assumir o abandonado Setor de Terapia Ocupacional, onde dá início a uma nova forma de lidar com os pacientes, através do amor e da arte.

A CRÍTICA

A crítica ao filme é muito positiva, destacando a sobriedade com que as questões levantadas são abordadas, o que se deve à direção inspirada de Berliner. A obra de Nise da Silveira é reconhecida nos meios psiquiátricos brasileiros, apesar de contestada no início de seu trabalho profissional, por vir quebrar paradigmas do tratamento psiquiátrico então em voga. Para alguns críticos, Berlinguer poderia ter sido mais explícito em dados biográficos de Nise da Silveira, mas esse aspecto não invalida a estrutura do filme. Em algumas sessões, ao final da exibição, “Nise” foi aplaudido de pé.

A exibição de “Nise, o coração da loucura”, pelo Coletivo das Artes Motiró, cineclube Sal na Pipoca, segue no projeto de mostrar o cinema como vetor de discussão de temáticas sociais importantes. Os filmes serão exibidos todas as segundas terças-feiras do mês, em local a ser anteriormente avisado.

A entrada é franca e haverá debate ao final, mediado por autoridade na área. O Coletivo das Artes espera pela presença do público cinéfilo.

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui