César Borges é uma boa opção para governador

A indicação de César Borges para o Ministério dos Transportes abre mais uma alternativa de candidato ao governo da Bahia. Tanto poderá ser da base aliada, como da opositora. Se for a última opção, ele tem mais condições de unir o grupo que faz oposição ao governador Jacques Wagner, até mesmo mais do que Gedel Vieira Lima, hoje, o nome mais cogitado. Resta saber se consegue tal mágica. Esta é mais uma peça importante no tabuleiro do xadrez da política baiana.

Existe espaço para um novo nome em Teixeira

Existia em Teixeira uma polarização entre dois grupos políticos, Brito e Pinto. Com a eleição de Dr. Wagner Mendonça, ela foi quebrada e, nunca mais, alguém dos dois grupos voltou a ocupar o poder. No entanto, continuam como atores importantes no processo político. Tanto assim, que Temóteo Brito disputou as últimas quatro eleições, mesmo as tendo perdido. E os Pinto, com o poder da comunicação que detêm, ainda influenciam fortemente no processo eleitoral. Mesmo surgindo um novo nome, os dois grupos ainda irão, por muito tempo, dar as cartas na política teixeirense.

Depois dos cem dias de governo a tolerância diminui

Todos os prefeitos eleitos no último pleito tiveram por parte da população cem dias de tolerância – essa é uma regra universal. Depois dos cem dias a tolerância vai diminuindo, até chegar a zero. Em alguns setores de serviços essenciais como limpeza urbana, saúde, segurança pública e educação, ela é menor desde o primeiro momento. Os gestores que se cuidem, a partir do dia 10 de abril a cobrança vai aumentar, porque é quando se completam os famosos cem dias. Este tempo é suficiente para arrumar a casa.

Existe clima para abertura de uma CPI?

O prefeito de Teixeira de Freitas, João Bosco, ao assumir o mandato, decretou estado de emergência e convocou a imprensa mostrando os desmandos encontrados na prefeitura, deixados pelo seu aliado de última hora, o ex-prefeito Apparecido Staut. Ele mostrou à imprensa que encontrou um rombo de 9 milhões de reais nas contas do município. No entanto, o ex-prefeito apresentou documentos na Câmara de Vereadores, através do edil Ailson da Cruz, comprovando que ficou 15 milhões de reais nos cofres públicos. Além disso, Apparecido autorizou o vereador a pedir a abertura de uma CPI com o objetivo de apurar os fatos. A palavra agora está com a Câmara!

A campanha presidencial ganha corpo

Dez dias após receber o apoio do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, para assumir a presidência nacional do PSDB, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) desembarcou em Santos para acompanhar Alckmin em encontro com prefeitos paulistas. Ao lado de Alckmin, Aécio foi participar do 57º Congresso Paulista de Municípios, organizado pela Associação Paulista de Municípios. O maior trabalho que Aécio vai ter agora é unir o PSDB em torno do seu nome, não deixando José Serra procurar outro rumo.

As leis do poder. Cuidado com elas!

Quem não obedece a tais leis, dificilmente se sai bem no exercício do poder. Existe um livro que recomendo aos interessados, cujo titulo é: “As 48 Leis do Poder”. Ele traz regras básicas que devem ser observadas. A primeira delas diz respeito a não ofuscar o brilho do mestre, ou seja, o perigo que existe em obscurecer o brilho dos que estão na liderança.

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui