Caso Uesc: autor de ameaças de ataque é preso

Wellington Monteiro de Oliveira, de 23 anos, disse que não é estudante da universidade. Foto Divulgação

Pelas redes sociais, na manhã de quarta-feira, 27 de março, alguns alunos da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), em Ilhéus, compartilharam o medo de ir à aula após suposta ameaça de atentado divulgada em grupos internos e via WhatsApp.

Na quinta, 28 de março, investigadores da 7ª Coordenadoria da Polícia Civil de Ilhéus prenderam o homem acusado de ser o autor das postagens. Ele foi identificado como Wellington Monteiro de Oliveira, de 23 anos, que não é estudante da universidade.

De acordo com a polícia, Wellington Oliveira confessou a autoria das ameaças, mas, como no caso em Teixeira envolvendo o Cetepes, ele alegou tratar-se apenas de uma brincadeira.  Disse ainda que não tinha ideia da repercussão e dos prejuízos que o caso gerou.

Viaturas com policiais militares foram deslocadas para o campus da Uesc e permaneceram no local durante todo a quarta-feira (27). O Departamento de Letras e Artes da Uesc emitiu nota sobre o caso, em que afirmou estar a reitoria ciente e em contato com as polícias locais e o Governo do Estado para garantir medidas preventivas de segurança, inclusive, o serviço de inteligência já teria tomado conhecimento do caso. Muitos alunos não foram ao campus por medo, inclusive, no Facebook, foram muitos posts relatando o problema.

Segundo a polícia, as ameaças foram feitas por meio de postagens no Facebook.  O jovem contou que usou um smartphone para fazê-las. O aparelho foi apreendido. Os policiais não encontraram nada de ilícito na casa do acusado, que já foi preso por uso de droga.

Com informações: Blog Pimenta

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui