Casal que tinha três filhos passa por dificuldades após mãe dar à luz a trigêmeos

Simone e Cesar precisaram deixar emprego para cuidar das crianças. Eles pedem ajuda para comprar fraldas e leite. Foto: Reprodução/TV Santa Cruz

Um casal, que mora na cidade de Vitória da Conquista, que tinha três filhos passa por dificuldades após a mãe dar à luz a trigêmeos.

Sem poder contar com a ajuda da família, por conta do isolamento social, o marido de Simone, que é autônomo, teve de parar de trabalhar para ajudar com as crianças.

Simone e Cesar já tinham três filhos, dois meninos e uma menina quando ela engravidou pela quarta vez. Foi uma gestação desejada e planejada, já que eles queriam mais uma menina para completar a família.

Entretanto, o que eles não planejavam aconteceu: três filhos de uma vez só.

“No momento, desmaiei né? Porque a gente nunca espera. Esperávamos só um, porque na família não tem casos de gêmeos e trigêmeos”, disse Simone Ferreira.

A notícia chegou literalmente como um presente de natal, no dia 24 de dezembro do ano passado. Depois disso, Simone, que também era autônoma, teve que parar de trabalhar.

“Como era gravidez de alto risco, então tem todo um procedimento. Eu tive que parar de trabalhar, tive que ficar em casa de repouso, por conta deles, porque se não eles nasceriam prematuros, tanto que eu fiquei internada por 27 semanas”, contou.

Miguel, Esther e Miqueias nasceram no dia 4 de março, mas só tiveram alta 15 dias depois, bem no começo da pandemia.

As despesas mais que triplicaram, por isso a família teve de contar com a ajuda de desconhecidos, pessoas que eles chamam de anjos, que criaram um grupo no Whatsapp para ajudar com doações de leite, fraldas e mantimentos.

Mesmo com toda ajuda que a família vem recebendo, as despesas são grandes. Só de fralda, são 40 por dia. Além das seis latas do leite especial que os bebês tomam por semana. Cada uma sai em média por R$ 40.

“O que mais importa agora é a fralda, o leite, porque a demanda é muito grande. São seis latas por semana, são 40 fraldas por dia, então a demanda é muito grande para eles”, contou a mulher.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui