Casa própria e Prefeitura Móvel: moradores recebem escrituras no Bruno Bacelar

Foto: Ascom

“Uma bênção de Deus”, essas foram as palavras de dona Maria Dalva, 63, ao receber a escritura pública de sua casa das mãos do prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão, na manhã deste sábado, 23, durante a segunda edição do projeto Prefeitura Móvel. Desta vez, foram os moradores do Bruno Bacelar que conheceram o trabalho. Uma ação que leva os direitos do cidadão praticamente à porta de suas casas.

“Há mais de 30 anos aqui, nós nunca recebemos uma bênção de Deus como essa. Fiquei muito feliz”, completou dona Maria, uma das primeiras moradoras do local.

Mostrando o título do imóvel com um sorriso no rosto, o esposo de dona Maria, Jaime Sérgio Oliveira, 74, também falou da alegria por viver esse momento tão esperado: “foi uma glória. Há mais de 20 anos ouço as autoridades dizendo que iam dar a escritura e ninguém deu. Herzem ganhou agora, prometeu e entregou. Essa aí é que tem palavra! Foi uma beleza”.

Outras 208 famílias da parte alta do Bruno Bacelar também receberam as escrituras na cerimônia realizada na quadra da Igreja Batista Farol. “Graças ao comprometimento de nossa equipe, vamos entregar até o final do ano mais de duas mil escrituras”, declarou o prefeito. Na ocasião, Herzem comentou ainda sobre a atenção do Governo Municipal ao bairro: “através dessa regularização, a Prefeitura já chegou ao Bruno. Nós identificamos demandas importantes aqui e vamos intensificar os trabalhos”.

Em nove meses de gestão, 822 escrituras já foram entregues por meio do Programa Morar Legal, ligado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social. A regularização fundiária está em andamento nos loteamentos Parque da Colina e Renato Magalhães.

O ato de entrega contou com a participação da vice-prefeita e secretária municipal de Desenvolvimento Social, Irma Lemos; do presidente da Câmara de Vereadores, Hermínio Oliveira; dos vereadores Jorge Bezerra, Lúcia Rocha e Luís Carlos Dudé; do pastor da Igreja Farol, Evanaldo Ribeiro; do presidente do projeto Oxente, Ed Santana; e do presidente da Associação de Moradores, Marcelo Alves.

 

 

 

 

 

 

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui