Casa Branca decide divulgar foto do corpo de Bin Laden

A Casa Branca decidiu divulgar pelo menos uma foto do corpo do líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden, morto no domingo em uma operação das forças especiais dos Estados Unidos no Paquistão, informou o site Drudge Report.

O presidente americano, Barack Obama, tomou a decisão em reunião na mansão presidencial para debater a conveniência de divulgar as imagens, segundo o veículo.

Um dos funcionários presentes no encontro disse à emissora CNN que uma ou várias fotografias poderiam ser divulgadas nesta terça-feira pela CIA (agência de inteligência americana).

Segundo o Drudge Report, uma das imagens mostra um ferimento de bala na cabeça de Bin Laden, acima de seu olho esquerdo.

Em entrevista coletiva, o assessor para a luta contra o terrorismo da Casa Branca, John Brennan, afirmou na segunda-feira que só tinham transcorrido 24 horas e que o Governo já tinha divulgado “muita informação”.

“Queremos compartilhar toda a informação que pudermos para que os Estados Unidos e o mundo possam entender o que ocorreu”, disse Brennan, quem, no entanto, acrescentou: “O que não queremos é pôr em risco um resultado tão bem-sucedido como o desta operação na próxima vez que tentarmos capturar outro” líder terrorista.

Bin Laden morreu em um tiroteio quando o comando americano entrou na residência em que se escondia na cidade de Abbottabad. Segundo o Governo americano, o corpo foi jogado ao mar às 3h de segunda-feira (horário de Brasília), respeitando os rituais islâmicos.

O Pentágono afirmou que o corpo foi lançado ao mar para evitar que o túmulo de Bin Laden se transformasse em um centro de peregrinação para extremistas. Brennan informou que testes de DNA demonstraram com 99,9% de certeza que se tratava do terrorista.

Osama bin Laden é morto no Paquistão
No final da noite de 1º de maio (madrugada do dia 2 no Brasil), o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou a morte do terrorista Osama bin Laden. “A justiça foi feita”, afirmou Obama num discurso histórico representando o ápice da chamada “guerra ao terror”, iniciada em 2001 pelo seu predecessor, George W. Bush. Osama foi encontrado e morto em uma mansão na cidade paquistanesa de Abbottabad, próxima à capital Islamabad, após meses de investigação secreta dos Estados Unidos .

A morte de Bin Laden – o filho de uma milionária família que acabou por se tornar o principal ícone do terrorismo contemporâneo -, foi recebida com enorme entusiasmo nos Estados Unidos e massivamente saudada pela comunidade internacional. Enquanto a secretária de Estado dos EUA afirmava que a batalha contra o terrorismo continua, o alerta disseminado em aeroportos horas depois da notícia simboliza a incerteza do impacto efetivo da morte de Bin Laden no presente e no futuro.


Fonte: Terra

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui