Caravelas discute elaboração do Plano de Manejo da APA da Ponta da Baleia/Abrolhos

Caravelas discute elaboração do Plano de Manejo da APA da Ponta da Baleia/Abrolhos. Foto: Ascom

Preservação ambiental e plano de manejo. Esse é o objetivo proposto pelo INEMA (Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado da Bahia), que conta com o apoio da Prefeitura de Caravelas.

Secretários municipais se reuniram com representantes da Detzel, empresa contratada pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMA) para realizar o estudo de impactos ambientais e de uso sustentável na APA da Ponta da Baleia/Abrolhos, região onde é forte a exploração da pesca e do turismo, como importantes fontes de renda das populações costeiras.
Garantir esse potencial econômico, com sustentabilidade ambiental, é o desafio proposto para a população que vive na APA da Ponta da Baleia/Abrolhos, localizada no extremo Sul da Bahia, que fica numa área de 346.535 hectares, onde estão os municípios de Alcobaça, Caravelas, Prado e Nova Viçosa.
É nessa região onde estão recifes, bancos de corais e grande diversidade da fauna e flora marinha, além de restingas arbóreo-arbustiva [na faixa de areia] e extensos manguezais, ao longo dos leitos dos rios.
É ainda destino de espécies ameaçadas de extinção, como a tartaruga marinha, aves migratórias e as baleias Jubarte, que vêm para essa região de clima tropical se reproduzir, sendo avistadas no período de junho à novembro.

Para a Secretária de Meio Ambiente, Edinéia França, “a importância dessa região para a biodiversidade natural e como fonte de renda para os caravelenses exige ações de sustentabilidade, como instrumento para preservar o equilíbrio ambiental e econômico”, argumenta.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui