Canavieiras: Prefeito diz que 2014 é ano para “apertar o cinto”

Dificuldades serão maiores, diz Almir Melo – Foto Walmir Rosário
O prefeito de Canavieiras, Almir Melo, reuniu, nesta terça-feira (4), os secretários municipais para avaliar a Administração no primeiro mês de 2014 e estabelecer novas metas. No entender os prefeito, este ano as dificuldades deverão ser maiores do que as registradas em 2013 e, portanto, os recursos para investimento e o custeio da máquina devem ser mais escassos.

Na avaliação do prefeito, as dificuldades financeiras tem como principal vetor a desoneração na alíquota dos tributos, a exemplo do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), sobre os automóveis e a linha branca (fogões, geladeiras, máquinas de lavar, dentre outros eletrodomésticos). O IPI e o Imposto de Renda, são os componentes do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Como o índice de participação do município (coeficiente) do bolo tributário reflete o movimento do ano anterior, os valores das parcelas do ano seguinte deverão ser menores. “Apesar de o Governo Federal ter destinado um percentual a título de compensação aos municípios, os recursos repassados não refletem a realidade de anos anteriores”, afirma o prefeito de Canavieiras.

Na opinião de Almir Melo, a distribuição do bolo tributários contribui para a instabilidade econômica e financeira dos municípios, que passam a depender das verbas federais e estaduais para executar obras e serviços em benefício da população. “A cada dia que passa aumentam as responsabilidades do municípios, embora o ingresso dos recursos não obedeçam a mesma proporção”, assegura.

Medidas tomadas – Em decorrência das perspectivas de dificuldades com a diminuição das transferências constitucionais, o prefeito determinou que se observe, ainda mais, o princípio da economicidade, basilar na Administração Pública. “A previsão é que não conseguiremos arrecadar nem mesmo R$ 30 milhões, daí nossa recomendação de cautela”, ressalta.

Entre as recomendações do prefeito, estão a manutenção da responsabilidade, honradez e a transparência no trato da administração pública, a exemplo do que aconteceu durante todo o ano de 2013. “Temos que continuar realizando uma administração exemplar, voltada para a reconstrução de Canavieiras, através de um trabalho constante e eficiente”, asseverou.

Outra recomendação de Almir Melo aos secretários é a elaboração de novos projetos, com a finalidade de buscar recursos juntos aos governos federal e estadual, para a construção de obras e serviços. “Agora, com o orçamento impositivo, já estamos municiando os deputados Lúcio Vieira Lima (federal) e Leur Lomanto (estadual), de informações e projetos para conseguir um volume maior de transferência desses recursos para Canavieiras, como forma de driblar a crise”, conclui Almir Melo.

05-02-2014 (WR)

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui