Brasil sediará maior fábrica de vacinas da América Latina

Foto: Itamar Crispim

Nesta quinta-feira, 17 de setembro, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro (Codin) firmaram um acordo para estabelecer um novo projeto que tomará vasta proporção, a instalação da maior fábrica de vacinas da América Latina em Santa Cruz, no Rio de Janeiro.

O Complexo Industrial de Biotecnologia em Saúde ocupará uma área de 580 mil metros quadrados, contará com a estrutura de nove prédios e deverá gerar cerca de 5 mil empregos. Terá capacidade de produção de 120 milhões de frascos de vacinas e biofármacos por ano. O polo será responsável por toda produção de vacinas da Fiocruz, incluindo a de covid-19, quando esta for aprovada.

Vacinas contra meningite, hepatite e tríplice bacteriana, que atualmente são importadas, terão produção no Brasil.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui