Bolsonaro ganha novamente em Teixeira; apoiadores comemoram vitória debaixo de chuva

Em Teixeira de Freitas, Bolsonaro obteve 50,97% dos votos no segundo turno. Fotos: Arquivo/OSollo

Com 100% das urnas apuradas, Jair Bolsonaro (PSL) venceu seu adversário Fernando Haddad (PT) na disputa presidencial em segundo turno. No Brasil, foram 57.797.466 votos válidos (55,13%) contra 47.040.859 votos válidos (44,87%), respectivamente.

A vitória foi comemorada pelos integrantes do comitê independente de apoio a Bolsonaro, projeto organizado em Teixeira de Freitas. A capital do Extremo Sul foi uma das únicas seis cidades baianas nas quais o presidente eleito venceu no primeiro turno e, no segundo, manteve o resultado junto com mais três (Buerarema, Luís Eduardo Magalhães e Itapetinga). Itabuna e Eunápolis reverteram o resultado para Haddad.

A palavra principal do grupo foi “gratidão”. Foto: Arquivo pessoal

Desde o início do pleito, o grupo, formado inicialmente por três amigos, organizou pelo menos três carreatas, além de horários em que foram realizados vários “adesivaços”. O último ato foi no sábado (27), às vésperas do segundo turno, em que Bolsonaro recebeu 34.772 votos dos teixeirenses, contra 33.442, de Haddad.

Washington Bento, Joare Oliveira e Alécio Melquiades, que estiveram à frente do projeto, comentaram o resultado. “Ali no Comitê, a gente acompanhou e quando a vitória veio, a ficha não caiu. É claro que Teixeira de Freitas não representa a expressão de milhões, mas ganhamos nos dois turnos. Mostra a clareza das famílias de bem, das pessoas que querem mudança“, disse Washington.

A palavra principal do grupo foi “gratidão”. Com a vitória estampada em todos os telejornais, a comemoração foi debaixo de chuva intensa com mais uma carreata na noite desse domingo (28), passando pelas ruas do centro da cidade e concentração final na praça da Independência.

O comitê, liderado por três amigos, realizou vários atos de expressão durante a campanha. Foto: Siro Gomes

Sobre o que eles esperam do governo eleito, Washington falou emocionado, enquanto um dos organizadores: “O povo brasileiro não tinha esperança. Toda minha família mora na Europa. Eu tenho saudade da minha mãe e ela liga todos os dias me chamando para ir embora porque lá tem qualidade de vida, mas eu não fui. Fomos para a rua lutar por uma vida melhor na minha cidade, no meu país. Esperamos um governo de mudança“, disse.

Em seu primeiro discurso após sua eleição, Bolsonaro falou em defender a Constituição, a democracia e a liberdade. “Nosso governo vai quebrar paradigmas, vamos confiar nas pessoas, vamos desburocratizar, simplificar e permitir que o cidadão, o empreendedor, tenha mais liberdade e construir o seu futuro. Vamos desamarrar o Brasil”, declarou Bolsonaro.

Com informações: G1 e TSE

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui