Bolsonaro fala sobre aumento abusivo do gás de cozinha e suspende impostos federais

Bolsonaro fala sobre aumento abusivo do gás de cozinha e suspende impostos federais. Foto: Reprodução/Facebook

Na quinta-feira, 18 de fevereiro, o presidente Jair Bolsonaro, durante uma live nas redes sociais, afirmou que o governo, em uma reunião com a equipe econômica, decidiu zerar os impostos federais que incidem sobre o gás de cozinha e o óleo diesel. A suspenção das taxas sobre o gás de cozinha serão definitivas. Já a interrupção na cobrança federal sobre o diesel terá duração de dois meses. Medida que começa a valer no início do mês de Março.

“A partir de 1º de março agora, não haverá mais qualquer tributo federal no gás de cozinha, ad eternum. Então, não haverá qualquer tributo federal no gás de cozinha, que está, em média, hoje em dia, R$ 90, na ponta da linha, para o consumidor lá. E o preço na origem está um pouco abaixo de R$ 40. Então, se está R$ 90, os R$ 50 aí é ICMS, imposto estadual, e é também para pagar ali a distribuição e a margem de lucro para quem vende na ponta da linha”, disse o presidente.

O presidente explicou que o corte do imposto sobre o diesel será temporário, até o governo encontrar uma forma de eliminar a cobrança definitivamente.

“Por que por dois meses? Porque, nesses dois meses, vamos estudar uma maneira definitiva de buscar zerar esse imposto no diesel. Até pra ajudar a contrabalancear esse aumento, no meu entender, excessivo, da Petrobras. Mas eu não posso interferir nem iria interferir na Petrobras. Se bem que alguma coisa vai acontecer na Petrobras nos próximos dias. Você tem que mudar alguma coisa.” disse o presidente.

Bolsonaro também criticou os reajustes, que ocorreram recentemente, no preço dos combustíveis por parte da Petrobras: “Teve um aumento fora da curva da Petrobras, 10% hoje na gasolina e 15% no diesel, o quarto reajuste do ano.”

Confira a live na íntegra:

Com informações: Agência Brasil

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui