Bolsa-Atleta é fundamental para o desenvolvimento da Canoagem Brasileira

Nivalter Santos, campeão mundial universitário, bolsista olímpico e esperança de medalha para o Brasil nas Olimpíadas
Programa do Ministério do Esporte atende hoje 198 canoístas em todo o país e é um dos pilares da evolução do esporte brasileiro

Quando começou em 2005 o Programa Bolsa-Atleta do Ministério do Esporte atendia nove canoístas brasileiros, auxiliando-os financeiramente a participar de competições e tornando-se embrião fundamental para a disseminação da prática da canoagem em todo no país. Hoje já são 198 canoístas brasileiros que recebem o benefício do Ministério para participarem de eventos nacionais e internacionais, e o crescimento de atletas que recebem os recursos já se transformou em resultados dentro d´agua. De lá pra cá o Brasil conquistou inúmeros e inéditos títulos nas doze modalidades que compõe o quadro da Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa).

Segundo o presidente da CBCa o Bolsa-Atleta é atualmente o maior projeto de apoio ao esporte brasileiro, tornando-se dentro da canoagem imprescindível para dar sustentabilidade aos canoístas brasileiros treinarem, competirem, evoluírem e universalizarem a prática do esporte em todo o Brasil.

“Sem dúvida que o Bolsa-Atleta foi e é fundamental para o crescimento que estamos tendo nos últimos anos. O reconhecimento deste apoio se dá nos resultados que conquistamos nos últimos anos e sem ele certamente não teríamos evoluído tanto em tão pouco tempo. A Canoagem Brasileira só tem a agradecer”, ressaltou Tomasini.

Nós últimos anos, apenas para citar alguns resultados conquistados diretamente pelo apoio do programa Bolsa-Atleta do Ministério do Esporte estão: a conquista inédita do Campeonato Pan-americano de Canoagem Velocidade em 2009, o título de campeão mundial universitário do atleta Nivalter Santos, os resultados nas etapas internacionais da Canoagem Velocidade e na Canoagem Slalom, o bicampeonato mundial de Rafting, o exponencial crescimento da Canoagem Onda e Canoagem Descida no país, à volta da participação brasileira no circuito mundial de Caiaque Pólo e Canoagem Maratona, além da inclusão de atletas nas outras modalidades.        

O Ministério do Esporte divulgou nesta segunda-feira a lista de nomes beneficiados com o Bolsa-Atleta para 2011. A principal mudança para os outros anos é a abertura para atletas que tenham patrocínio pessoal, o que não era permitido até aqui. São 3.165 contemplados nas quatro categorias do programa: Estudantil, Nacional, Internacional e Olímpica/Paraolímpica.

Atualmente a canoagem tem 198 atletas contemplados, sendo: 1 na categoria olímpica, 48 na internacional e 149 na nacional. O valor das bolsas também aumentou. Com a correção, a categoria Estudantil passa de R$ 300,00 para R$ 370,00; a Nacional passa de R$ 750,00 para R$ 925,00; a Internacional passa de R$ 1.500,00 para R$ 1.850,00; e a Olímpica/Paraolímpica passa de R$ 2.500,00 para R$ 3.100,00 mil.

Fonte: Confederação Brasileira de Canoagem

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui