Biografia

Estou lendo a autobiografia de Woody Allen e entendendo que a vida é essencialmente um estado mental, e tudo, quanto fazemos ou pensamos, depende de nós a valorização, dei valor a uma passagem: “Por sinal, eu havia sido vítima de uma acusação falsa quando tinha uns vinte e poucos anos, trabalhava como comediante. De repente, recebi um telefonema do meu empresário informando que uma mulher estava me processando. Ela alegava que eu era Ferdinando Goglia. “Quem?”, você pergunta Ferdinando Goglia, seu marido havia muito desaparecido. De repente, recebo uma papelada enviada pela Sra. Goglia. Ela me viu na TV, meu empresário me contou, e alegou que eu era o marido que a havia abandonado. Devia ser alguma brincadeira, retruquei, enquanto nuvens cúmulo nimbo se reuniam sobre minha cabeça. Não, disse meu empresário, ela diz que Ferdinand, um mecânico de carros. costumava fazer as mesmas piadas que eu fazia quando ela me viu na televisão. Ele havia fugido dela. Eu usava os mesmos óculos que ele e deveria lhe pagar pensão alimentícia. Enquanto o advogado maluco levava a coisa a sério, a bandeira na Becker and London, minha firma de advogados, foi levantada e meu salário começou a ser gasto. Eu precisava ir ao tribunal me defender. Acredite ou não, eu tinha de provar que não era Ferdinand Goglia e que nunca havia me casado com Annabel Goglia. É surreal. Estão, o que me salvou após meses e muita grana preciosa gasta com meus advogados? Ela era uma surtada e graças a deus que nunca mais deu as caras e fui absolvido.”

Você querendo ou não, a humanidade não é binária. Vivemos numa zona cinza e instável onde tudo pode acontecer. Não vemos as coisas em si; limitamo-nos, na maioria das vezes, a ler as etiquetas coladas sobre elas.

A miséria do mundo é um fardo que pode nos esmagar quando fazemos dela uma questão pessoal, este caso mostra que a maquina da justiça é cega, e você é que tem que mostrar o caminho após gastar muito dinheiro.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui