Bahia tem 1.073 profissionais de saúde infectados pelo coronavírus

Até domingo, cinco profissionais de saúde morreram vítima da covid-19

Gráfico da Sesab traz os números atualizados até o domingo (17). Foto: reprodução/OSollo

De acordo com o boletim da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), divulgado no domingo, 17 de maio, dos 8.443 casos confirmados de coronavírus no estado até a data, 1.073 foram de profissionais de saúde.

Confira o detalhamento:

284 técnico ou auxiliar em enfermagem

220 enfermeiras ou enfermeiros

184 médicos

38 fisioterapeutas

30 assistentes sociais

21 nutricionistas

20 farmacêuticos ou bioquímicos

14 psicólogos

13 agentes comunitários de saúde

5 fonoaudiólogos

3 agentes de combate a endemias

2 técnicos de raio-x

2 biomédicos

e outros 237 profissionais de outras áreas da saúde.

Os óbitos

Até domingo, cinco profissionais de saúde morreram vítima da covid-19. O médico Gilmar Calazans, de 55 anos, foi o primeiro profissional de saúde a morrer em decorrência da covid-19 na Bahia. Ele morava na cidade de Ilhéus.

Os técnicos de enfermagem Antônio César Ferreira Pitta Jesus, de 48 anos, e Rosana dos Santos Cerqueira, de 44, também morreram por coronavírus, em Salvador. O médico Ramon Barbosa, de 43 anos, morreu com covid-19 no dia 10 de maio, Jequié, sudoeste do estado.

Uma técnica de enfermagem de 54 anos morreu por coronavírus em Salvador. A informação foi confirmada neste domingo (17). Sônia Maria Silva Barreto atuava na Comunidade de Atendimento Socioeducativo (Case) de Salvador, por meio da Fundação José Silveira e também no Hospital Geral do Estado (HGE).

Por meio das redes sociais, a Sesab manifestou pesar pela morte da técnica de enfermagem Sônia Barreto:

Hoje, a Bahia se despede de mais uma guerreira, que dedicou a sua vida para cuidar de vidas baianas. Neste momento, profissionais de saúde são heróis, mas também estão entre as vítimas da doença no estado.

Até agora, cinco heróis perderam suas vidas para a Covid-19 em todo o estado. Mas em meio à batalha, seguiremos com vocês e venceremos juntos essa guerra.

Segundo dados do Ministério da Saúde divulgados na quinta-feira (14), o país tem ao todo 31 mil profissionais de saúde infectados pela doença e 114 mil casos suspeitos.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui