Autorizado retorno das aulas presenciais em Teixeira; veja como será

Município já emitiu decreto com protocolos de retorno das aulas. Foto: Ascom

Publicado no Diário Oficial desta segunda-feira, 26 de julho, está permitido o retorno das atividades educacionais na forma híbrida (presencial e não presencial) na rede privada de ensino em Teixeira de Freitas a partir de 2 de agosto.

Estão liberados para retornar na rede privada as seguintes modalidades: Educação Infantil (creche e pré-escola), Ensino Fundamental Anos Iniciais e Finais, Ensino Médio, Técnico e Profissionalizante e Ensino Superior.

Elaine Pereira, proprietária de escola de educação infantil. Foto: João Alcides/OSollo

OSollo foi às ruas ouvir os teixeirenses sobre este retorno. Para dona Elaine Pereira, dona de uma escolinha de educação infantil, a rede particular está pronta para voltar com segurança, “cientes que, no momento presencial, só poderemos operar com até 30% de nossa capacidade para evitar aglomeração”.

“Nós, como proprietários de escolas da rede privada, já fizemos todo protocolo, pois desde o início deste ano as escolas da rede particular tinham um protocolo de biossegurança para seguir e ele foi entregue ao departamento de educação do município”, explica Elaine. Dentre as diretrizes do protocolo elaborado pela rede privada, consta distanciamento entre mesas, instalação de mais lavadouros, disponibilização de álcool em gel de fácil acesso às crianças e, dentre outros pontos, limitação do trânsito de adultos (pais e responsáveis) no interior da escola. Vale citar, ainda, o rígido controle de temperatura no momento da entrada.

A empresária Cintia Vasconcelos. Foto: João Alcides/OSollo

A empresária Cintia Vasconcelos, mãe de aluno, concorda com o retorno das aulas presenciais “porque já tem um tempo longo sem aula e as crianças precisam estudar, mesmo que em casa estudem com computador, internet… Não é  a mesma coisa. As crianças precisam da escola”.

Dona Cintia relata que, além de não estar na escola estimula o ócio, durante o momento de estudo, sem a tutoria do educador, surgem dúvidas, que os pais, muitas vezes, não sabem ajudar.

Gizela Nogueira Piris, mãe de aluno

Já dona Gizela Nogueira Piris, mãe de aluno, é contra o retorno presencial, mesmo que híbrido, como será em Teixeira. “Não acho certo voltar as aulas agora, com essa pandemia. Se as crianças não desenvolvem [covid-19], mas elas transmitem [a doença]. E uma criança não vai usar máscara o tempo todo, uma criança de 6 anos vai usar máscara? Pra mim, não vai. O risco é grande. Você vai mandar uma criança pra escola sem saber se lá eles terão os devidos cuidados que você está tendo em casa. Pra mim, não é época de voltar aula não”.

O senhor Fred Winderson, pai de aluno da rede particular, considera a possibilidade de o retorno ser protelado para 2022, visto que já estamos entrando em agosto, segundo disse à nossa reportagem. No entanto, do ponto de vista das escolas da rede privada e do desenvolvimento dos educandos, o retorno é pertinente.

Fred Winderson, pai de aluno

“Na hora está, já que estamos no mês de agosto, poderia esperar mais um pouco até o final do ano. Só que, se observar que já são quase 2 anos perdidos das escolasa, está na hora, e os alunos estão perdendo muito com isso, porque o ensino online não é  a mesma coisa que o presencial”, pontuou.

“Então, está na hora de voltar tendo compromisso e responsabilidade, tanto da escola quanto de nós, pais, com nossos filhos”, destacou Fred, que, também, citou o fato de as crianças, com quase dois anos de educação remota, estarem apresentando comportamento atípico – o que muitos pais relatam, que seria fruto do estresse causado com o isolamento social e a ausência da interação promovida no ambiente escolar, extremamente saudável para o desenvolvimento cognitivo e social, segundo especialistas.

Fred acredita que a vacinação, já bem encaminhada em Teixeira de Freitas, melhorará o cenário ainda mais para um retorno seguro a todos.

Conforme a Secretaria de Educação de Teixeira, o retorno da rede pública municipal ocorrerá seguindo um cronograma, no qual, está definido o início das aulas presenciais da Modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA) para dia 9 de agosto, com 30% a 50% dos estudantes revezando semanalmente, um grupo remoto com atividades impressas e outro na unidade escolar, repetindo-se o mesmo critério na semana seguinte.

A partir do dia 24 de agosto, espera-se o retorno do ensino fundamental 2 (5º ao 9º ano), com base no parecer do comitê de crise, que também definirá quando será  a volta da educação infantil e ensino fundamental 1 (1º ao 4º ano).

Veja o cronograma completo da rede municipal de ensino:

03 a 07 de agosto – Retorno de todos os profissionais da Educação presencialmente, para planejamento pedagógico e organização dos espaços que receberão os alunos de forma presencial.

A partir de 9 de agosto – Início das aulas presenciais da Modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA) com 30% a 50% dos estudantes revezando semanalmente, um grupo remoto com atividades impressas e outro na unidade escolar, repetindo-se o mesmo critério na semana seguinte.

A partir de 24 de agosto – Conforme parecer do Comitê de Crise, o retorno será ampliado para as escolas do Ensino Fundamental Anos Finais (6° ao 9°) que estiverem de acordo ao Protocolo de Biossegurança e assim sucessivamente com as demais etapas de ensino até a autorização do funcionamento total.

Os pais ou responsáveis que optem por não autorizar a participação dos alunos em atividades presenciais de ensino, deverão observar as diretrizes estabelecidas pela unidade escolar, para o pleno acesso ao sistema remoto de ensino, bem como outras formas ou modalidades de ensino não presencial.

ESCOLAS MUNICIPAIS QUE IRÃO RETORNAR DIA 10 DE AGOSTO – EJA:

Escola Municipal Professora Geni Abutrabe Guerra Pessoa
Escola Municipal Igualdade e Justiça
Escola Municipal João Mendonça
Escola Municipal Alcenor Alves Barbosa
Escola Municipal João Alves de Macedo – Santo Antônio

PROTOCOLO DE BIOSSEGURANÇA

O Protocolo de Biossegurança para o retorno às aulas de forma presencial nas Escolas Municipais e Privadas do município de Teixeira de Freitas tem o objetivo de orientar os sistemas e redes da Educação Básica sobre o funcionamento e o desenvolvimento das atividades administrativas e educativas nas escolas.

CONFIRA, NA ÍNTEGRA, O PROTOCOLO DO MUNICÍPIO.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui