Aurelino Leal: Menino de 2 anos sofre queimaduras com ferro; mãe é denunciada

Criança foi encontrada com marcas de queimaduras e escoriação no corpo.

Menino foi retirado de casa e levado para delegacia.

Menino de dois anos foi encontrado com marcas de queimadura (Foto: Leilane Cezar / Conselho Tutelar)
Uma criança de dois anos foi encontrada dentro de casa com marcas de queimadura em Aurelino Leal, sul da Bahia. De acordo com o Conselho Tutelar da cidade, vizinhos denunciaram que o menino teria sido agredido com um ferro de passar pela própria mãe.

A denúncia foi feita na segunda-feira (29) e a criança foi retirada de casa pelo Conselho Tutelar na terça-feira (30), quando foi levada para a delegacia da cidade e passou por exame de corpo de delito. Em contato com o G1 nesta quarta-feira (1º), a unidade confirmou o registro, mas não deu detalhes sobre o caso.

“Recebemos uma denúncia pelo telefone de que a mãe tinha queimado o filho com um ferro. Chegando lá, não encontramos a mãe e a criança, mas os vizinhos relataram que ela tinha agredido o filho. Depois encontramos a mãe e a criança na casa da avó e vimos que o menino estava com a mão queimada e a barriga, além de escoriações no rosto e nas costas”, relata a conselheira tutelar Leilane Cezar.

Segundo Leilane, a mãe negou as agressões. “Ela disse que a criança queimou a mão ao queimar o sofá com o ferro. Ela admitiu que bateu nele por isso, mas não queimou. A gente levou o menino para delegacia e registrou o caso e depois fomos para Ilhéus, onde o exame de corpo de delito constatou a queimadura”, afirma.

A conselheira conta também que como o caso ainda não foi encaminhado para o Ministério Público a criança teve que ser entregue novamente à mãe. Segundo Leilane, os documentos serão enviados ao MP ainda nesta quarta-feira. “Quando nós conversamos com o menino, ele está normal. Mas quando a gente levou ele para fazer o exame e o médico mostrou uma régua, ele se assustou e começou a chorar”, completou a conselheira.

 

 

 

 

Fonte: G1

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui