Atitude diante da vida

“O que as suas mãos tiverem que fazer, que o façam com toda a sua força, pois na sepultura, para onde você vai, não há atividade nem planejamento, não há conhecimento nem sabedoria.” (Eclesiastes 9.10)

As Escrituras nos fazem refletir sobre o porvir, sobre o depois, o além, mas também chamam nossa atenção para o que está diante de nós, para o agora, o aqui. Os versos de 4 a 10 de Eclesiastes 9 são um hino de enaltecimento à vida. A vida é penosa, as coisas são complicadas e falta justiça. Muitas vezes nada faz sentido, mas estar vivo é bom e é importante saber viver, apreciar e nos esforçar para fazer o melhor, mesmo que a vida não nos ofereça tudo ou ainda que nos dê muito pouco. Afinal, até um cachorro é melhor que um leão, se o cachorro está vivo e o leão, morto (v.4).

Há pessoas que são como leões mortos. Têm ideias brilhantes, têm sonhos e aspirações. Têm talentos e potencial, mas não realizam, não fazem acontecer! Isso é muito comum e demonstra que, o que vale na vida é o que fazemos com o que temos e não o que temos. Não adianta ter muito, se fazemos pouco. Um “cachorro vivo” é muito melhor. É muito melhor ser alguém que luta, busca, sorri e segue adiante. Lembro-me da poesia de Gonzaguinha: “Eu acredito é na rapaziada, que segue em frente e segura o rojão…” (Acredito na Rapaziada).

Estamos vivos e Deus é bom. A vida é incompleta para todos. Para muitos é certamente mais incompleta que para outros, mas o que se há de fazer? Cada um de nós precisa viver a vida que tem. E é essa a nossa oportunidade de torná-la algo mais. Deus pode nos abençoar e sempre abençoa. Mas não há benção que resolva a vida de quem não se dispõe a ser feliz e fazer o melhor com o seu dia. Vivendo bem ou mal, a vida acabará. Enquanto temos tempo, façamos o melhor. Ame, perdoe, celebre, saboreie, adore a Deus, confesse seus pecados, renove seus compromisso. Esse é o dia que temos para viver e é uma dádiva de Deus. Nosso tempo não é infinito!

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui