Assembleia Geral de Transporte é realizada em Porto Seguro

Foto: João Cordeiro
Da Redação

Na última quinta-feira, dia 03, foi realizada a Assembleia Geral de Transporte, pela Associação dos Taxistas e Associação dos Mototaxistas, no auditório do Hotel Náutico.

Estiveram presentes: autoridades civis e militares, a exemplo do comandante do 8º BPM, Tenente-Coronel Paulo Faustino da Silva, representantes da Viação Porto Seguro e do Senac, entre outros.

A reunião foi iniciada após a leitura da lei que dispõe sobre os serviços de transporte público no município.

O presidente da Associação dos Taxistas, Márcio dos Santos, falou sobre os problemas que o transporte clandestino tem gerado à classe. “Intrigas e até agressões já ocorreram devido à concorrência por passageiros”, destacou, salientando que a prática está por trás de conflitos com os profissionais do transporte regularizados, além de criar constrangimentos para os clientes. “Tenho visto inúmeros taxistas revoltados, agredidos e humilhados. Há pouco tempo, um taxista foi atropelado num confronto com um motorista irregular, nas imediações da rodoviária”, pontuou.

O presidente da Câmara de Vereadores, Pastor Erivaldo Santos, declarou que existem pessoas honestas exercendo a atividade, mesmo que irregularmente, mas que não compactua com a ilegalidade. O parlamentar considerou que é necessário um debate mais aprofundado sobre o tema, de forma que se busque a alternativa mais viável.

O comandante do 8º BPM, Paulo Faustino, enfatizou que a corporação fará a sua parte no combate ao transporte clandestino, apesar dessa competência ser do Poder Executivo Municipal. “No tocante à verificação da documentação de regular funcionamento, podem contar com nossa parceria”, frisou.

O prefeito de Porto Seguro, Gilberto Abade, afirmou que Porto Seguro é visitada por aproximadamente um milhão de turistas anualmente, que a economia do município tem como seu principal pilar de sustentação o trade turístico e que a segurança é um fator primordial nesse contexto. “O turista acredita que o taxista que o conduz se encontra em situação regular e que o veículo passou por uma revisão, uma vez que o órgão que tem essa atribuição é a prefeitura”, explanou.

“A primeira pessoa com quem o turista tem contato é o taxista, que lhe presta as informações do lugar a ser visitado”, acrescentou o gestor, ressaltando que a categoria é formada atualmente por 546 taxistas e 300 mototaxistas.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui