Aos que choram, consolo

“Bem-aventurados os que choram, pois serão consolados.” (Mateus 5.4)

Nesta bem aventurança de Jesus quem chora não chorará para sempre. Haverá consolo. Num mundo como esse em que vivemos, quem não chora não entendeu a vida. Como não chorar diante de tanta injustiça, dor e abandono? Como não chorar com tanta gente tratada como se não fosse ser humano? Como não chorar se, ainda hoje, a cor da pele define a dignidade e o respeito que alguém merece? Como não chorar diante da própria maldade e incapacidade para o bem? Somos algozes e vítimas como parte de uma humanidade desviada de Deus. Chorar indica que entendemos ser errado estar entre os que causam tristeza e dor ou entre os que não se importam com as dores. Chorar mostra que entendemos a vida e o Evangelho. Bem aventurados os que choram!

O reino dos homens é produtor de insensibilidades e de insensíveis. Somos parte dele e se não tivermos cuidado, seremos pessoas sem lágrimas. Pelo menos sem aquelas que atraem o consolo de Deus. Seremos levados a nos ocupar unicamente das dores que nos tocam, dos incômodos que nos causam desconforto. Viveremos para nós mesmos. Seremos surdos e cegos para tantas coisas que Deus vê e ouve e que o entristecem. E isso será um sintoma de que nos falta comunhão com Ele. Pois unidos a Ele saberemos que devemos amar, levar as cargas uns dos outros, atender aos necessitados. Pois quem tem comunhão com Deus chora por si, mas também chora com os que choram. Sem choro acabaremos também ingratos, pois insensíveis não sabem ser agradecidos.

Bem aventurados os que choram. Choram por si, por outros e com outros. Choram pelas misérias materiais e pelas misérias espirituais. Choram pela falta de teto e pão que vitima a tantos e pela falta de Deus que vitima sem distinção de quanto pão se tem ou do tamanho do teto que cobre a cabeça. Se você é parte do Reino de Deus, seus olhos devem ser amigos das lágrimas. Mas também você deve levar a outros a esperança de quem conhece o Consolador dos que choram. Suas mãos devem servir, sendo sinal do consolo de Deus, antecipando com consolo pequeno e temporário, o consolo pleno e eterno que um dia chegará. Bem aventurados os que choram. Um dia não haverá mais choro. E até lá, que ninguém chore sozinho perto de nós e que, com a voz e com as atitudes, mostremos aos que choram e aos que não choram, que o Reino de Deus chegou! O Deus-Emanuel  está presente. E que temos um Salvador.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui