Ângela Souza confirma força política durante lançamento do PSD em Ilhéus

A deputada estadual do PSD, Ângela Souza, recebeu grande apoio político durante o lançamento oficial do partido na noite da quinta-feira, 15 de março. Com a Câmara Municipal de Ilhéus lotada de lideranças políticas da região e do Estado, a deputada recepcionou o vice-governador da Bahia e presidente do PSD no Estado, Otto Alencar, que fez questão de demonstrar e enaltecer os trabalhos de Ângela na Assembléia Legislativa da Bahia.

“Você tem uma história de vida de trabalhos humanitários e vai defender a bandeira do PSD. Tenho certeza que sua campanha em Ilhéus será no campo do debate de ideias”, elogiou.

O vice-governador ainda enfatizou as bandeiras que o partido defende, como as reformas do Código Penal e Tributária, além da preservação de empregos e a criação de novos postos de trabalho. Ele garantiu que o projeto do complexo intermodal Porto Sul vai ser um marco que dividirá a história da região em antes e depois da obra.

Durante seu pronunciamento, a deputada Ângela agradeceu a presença de todos, enalteceu o lançamento do partido e se comprometeu em trabalhar no sentido de reconstruir a cidade. “Estou muito feliz hoje! O PSD nasce forte sim e com cara de trabalho, seriedade, compromisso, honestidade e com a vontade de servir ao povo, sem hipocrisia. O PSD está nessa luta. Veio para ficar e para defender o interesse do povo”, exaltou.

Prefeitos, vereadores, deputados, entre outras lideranças, fizeram questão de confirmarem apoio à pré-candidatura da deputada para a prefeitura de Ilhéus. Entre eles, o deputado estadual, líder do PSD na Assembleia Legislativa da Bahia, Gildásio Penedo, que mostrou em números, a força do partido no país e na Bahia. “O PSD é um partido que já nasceu forte em todo o país. Somos 52 deputados federais, a terceira maior bancada do Congresso Nacional, sendo que seis são da Bahia. Somos três senadores, cinco vice-governadores e dois governadores de Estado, além do prefeito da principal cidade da América Latina que é o prefeito Kassab e a cidade de São Paulo. Somos a segunda maior bancada estadual hoje, com 12 deputados estaduais”, enumera o deputado.

Representando o diretório municipal do PSD, o presidente Mário Alexandre, vice-prefeito de Ilhéus e filho da deputada Ângela, observou o momento, como uma época de mudanças no município. “Vivemos uma nova era da política. Um momento novo no país, no Estado e em Ilhéus. Vamos formar uma equipe para reconstrução da cidade”, completou.

As mulheres também tiveram sua vez no evento. As deputadas estaduais Ivana Bastos e Cláudia Oliveira destacaram a presença da mulher na política. “Eu represento a região de Guanambi, no sudoeste da Bahia, onde o PSD também nasce forte para o nosso orgulho. Ângela Souza é nossa companheira no Legislativo e o PSD possui a maior bancada feminina na Assembleia, pois somos cinco deputadas”, lembra Ivana.

“Estamos unidas na Assembleia e em prol de Ilhéus. Precisamos de mais mulheres no poder. Hoje, temos a Dilma fazendo um bom trabalho à frente da presidência do país e precisamos continuar colocando mais mulheres no poder”, completou Cláudia.

Coletiva de Imprensa

Antes do lançamento do PSD, o presidente estadual do partido, e vice-governador do Estado, Otto Alencar, concedeu entrevista coletiva aos jornalistas presentes.

Primeiro, o vice-governador realizou uma explanação sobre as reuniões que estão acontecendo, onde estão sendo discutidas políticas do trabalho e do emprego, como as que aconteceram em Barreiras e Eunápolis, e agora em Ilhéus. Ele informou sobre a próxima que ocorre no dia 20 de março em Salvador, no Stella Maris Resort, que deve reunir o governador da Bahia, Jaques Wagner, o prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, o vice-governador de São Paulo, Afif Domingues, o presidente nacional da UGT – União Geral dos Trabalhadores, Ricardo Patah, e de vários deputados.

Otto ainda criticou a importação de produtos que chegam em condição de competição com os que são produzidos aqui no Brasil. Ele cobra taxas de importação para que os produtos brasileiros não percam a competitividade perante aos estrangeiros. “Nós temos algumas bandeiras, que estão sendo defendidas no Congresso Nacional, como as reformas do Código Penal, Política e Tributária, e o princípio federativo que precisa ser urgentemente restabelecido no Brasil, para que os municípios e os Estados tenham condições para uma arrecadação maior. Hoje, o Congresso Nacional precisa, urgentemente, discutir essa questão dos canais de importação que alguns Estados do Brasil vêm realizando, resultando no desemprego de muitos trabalhadores. Hoje vivemos uma crise global, um momento difícil para os países europeus, com alto índice de desemprego. Se você abre os postos de importação de produtos, o que vem acontecendo, sobretudo pelos Estados como Santa Catarina e São Paulo, estamos criando mais desempregados. Se você não taxa o tênis que vem da China, ele vai entrar mais barato do que o tênis produzido aqui em Itapetinga e em Conquista. Essa é uma questão que o PSD vai levar ao Congresso Nacional”, pronunciou o vice-governador.

Perguntado sobre possíveis obras em Ilhéus, Otto disse: “Tem a iluminação pública que deve ser resolvida na próxima semana e outras que prefiro deixar para o governador anunciar. Agora posso falar da ponte Ilhéus-Pontal, que é uma reivindicação antiga da comunidade, e estamos com os recursos assegurados para obra. Além disso, Ilhéus se desponta como município promissor, em função da ferrovia oeste-leste e pelo Porto Sul, que quando concluído, vai trazer grandes benefícios e desenvolvimento econômico para o município”, informou.

Por fim, ele se mostrou bastante positivo com a pré-candidatura de Ângela Souza. “Estou aqui na qualidade de presidente do PSD e deposito muita expectativa com a candidatura de Ângela Souza para prefeita de Ilhéus. Estamos num momento importante para mulher, com a presidenta Dilma. Ângela reúne todos os requisitos para disputar as eleições e, ganhando, toda a possibilidade de realizar um ótimo governo. Respeitamos muito nosso adversário, mas a candidatura de Ângela é muito legítima, principalmente por sua história de solidariedade humana”, concluiu.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui