Amigo

Sendo a vida essencialmente um estado mental, um amigo vibra na mesma frequência do que fazemos ou pensamos. Temos realidades sincronizadas. Uma mesa de pinho é pinho mas também é mesa. Sentamo-nos à mesa e não ao pinho. Um amigo é a pressuposição de outro sentimento. Um regaço para chorar, mas um regaço enorme, sem forma, espaçoso como uma noite de verão, e contudo próximo, quente, ao pé de uma lareira qualquer… Poder ali chorar coisas impensáveis, falências que nem sei quais são, ternuras de coisas inexistentes, e grandes dúvidas arrepiadas de não sei que futuro. Reconhecer que o amigo é uma raridade, muitos são uma forma da ilusão, e a ilusão se desfazer quando você precisa de ajuda. Qualquer coisa, é um caminho ou uma preocupação.
Então existem sim amigo neste mundo difícil mas também existe os falsos amigos.

Nota: O conteúdo aqui publicado é de inteira responsabilidade do colunista que assina o texto.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui