Ação comunitária para recolhimento de resíduos sólidos plásticos é desenvolvida no São Lourenço

Ação comunitária para recolhimento de resíduos sólidos plásticos é desenvolvida no São Lourenço. Foto: Divulgação

Mediante o fechamento, devido a pandemia, do espaço Oficina de Linguagem, a professora e psicopedagoga Paloma Mascarenhas Oliveira, mediadora da instituição, implementou uma ação comunitária a partir do recolhimento de resíduos sólidos plásticos aos moradores do bairro São Lourenço.

Foto: Divulgação

“A necessidade de trabalhar com eixos de sustentabilidade tem movido meu trabalho como professora e psicopedagoga, além de promover uma orientação diante dos nocivos efeitos que o descarte indevido causa na geografia local, aproveito todo o potencial desse tema para reverenciar uma postura de reflexão dos moradores”, destaca Paloma Mascarenhas.

Em proposta inicial, a ação atende moradores das ruas Manoel Rodrigues Baraba e Juvelino Silva, do bairro São Lourenço. O ato apresenta como intuito em chamar atenção dos setores públicos para esse movimento comunitário e ajudar a comunidade de forma benéfica, tendo em vista o contexto de pandemia.

Foto: Divulgação

Em contato com uma pessoa que trabalha com vendas de resíduos sólidos, a professora Paloma solicitou um auxílio no processo de recolhimento. Na ação, são disponibilizados sacolas e tonéis para um grupo pequeno de participantes, por conta da pandemia, que faz a separação dos resíduos e executando a atividade.

Participam do projeto o bar 20V, bar do Jackson, bar da Vera, Quitanda do Tunico, salão Mãe e Filha e alguns moradores das ruas citadas.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui