Voz do hit “Gordinho Gostoso”, Neto LX é flagrado com drogas em Itabuna

Cantor no carnaval de Salvador em 2015. Foto: Marina Silva/ CORREIO

O cantor Neto LX foi conduzido para a delegacia de Itabuna depois de ser flagrado com maconha e ecstasy na quarta-feira, 5 de dezembro. O artista ficou conhecido depois do sucesso da música Gordinho Gostoso, em 2015. A assessoria do cantor informou que as drogas não pertencem a ele e que Neto foi levado para a unidade policial apenas para prestar esclarecimentos.

Segundo a Polícia Civil, o cantor estava com dois homens dentro de um carro quando foi flagrado por policiais militares. Os três foram conduzidos para a delegacia, onde assinaram um Termo Circunstanciado e foram liberados.

A assessoria de Neto LX nega que ele seja usuário de drogas e informou que o cantor estava de carona com um primo e um amigo quando foi abordado. Os três estavam fazendo compras em Itabuna quando foram parados em uma blitz. A produção confirmou que a maconha e o ecstasy estavam no veículo, mas informou que não pertencem ao artista.

Neto nasceu em Ilhéus, onde viveu até os 18 anos. Aos 12, ganhou o primeiro instrumento, um cavaquinho, presente da mãe, Edna, para incentivar seu talento musical. Quando completou a maioridade, ele se mudou para Itabuna, e 3 anos depois, chegou em Feira de Santana, onde formou a banda Luxúria, dando início a carreira profissional. Foi o início da ostentação, marca registrada do artista.

Na época da música Gordinho Gostoso o cantor fazia uma média de 25 shows por mês, faturando entre R$ 50 mil a R$ 70 mil por apresentação, e mantinha uma equipe de 35 pessoas. A estimativa era de que ele movimentava R$ 1,2 milhão mensais.

Informações: Correio

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui