Você tem fé?

“Portanto, fortaleçam as mãos enfraquecidas e os joelhos vacilantes. Façam caminhos retos para os seus pés, para que o manco não se desvie, mas antes seja curado. Esforcem-se para viver em paz com todos e para serem santos; sem santidade ninguém verá o Senhor.” (Hebreus 12.12-14)

Diante de tempos tão difíceis e áridos para fé, em que tantos creem errado e outros tantos desistem de crer, temos o desafio de ser cristãos saudáveis, responsáveis e instrumentos de Deus na vida uns dos outros. O apóstolo Paulo escreveu ao seu amigo e companheiro de serviço cristão, Timóteo, sobre o fim dos tempos: “Saiba que nos últimos dias sobrevirão tempos terríveis” (2Tm 3.1). E Jesus declarou em tom de pergunta: “Quando o Filho do Homem voltar, porventura achará fé na terra?” (Lc 18.8). Os sinais dessas previsões estão à mostra. Mas, poderíamos dizer que não há fé ao nosso redor?

Há vários tipos de fé no mercado religioso, mas tipos estranhos à fé que Cristo nos ensinou. São tipos acompanhados por egoísmo, avareza, arrogância e por uma piedade apenas aparente. Uma fé sem ética e sem temor a Deus. Muitos templos, cantores, pregadores e Bíblias. Mas pouca vida e retidão. Precisamos de uma auto-avaliação, como orientou Paulo: “Examinem-se para ver se vocês estão na fé; provem-se a si mesmos.” (2Co 3.15) e também de uma avaliação do alto, como pediu o salmista: “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece as minhas inquietações. Vê se em minha conduta algo que te ofende, e dirige-me pelo caminho eterno.” (Sl 139.23-24) Porque ninguém está imune a tanta má influência!

Tudo isso alimenta o processo de “incredulização” em nossa sociedade. E não é isolando-se, desistindo da igreja, que serviremos ao Reino de Deus. Mas unidos e nos encorajando. Fortalecendo mãos enfraquecidas e joelhos vacilantes. Pessoalmente nos esforçando para servir de bons exemplos, em meio a tantos maus exemplos. Bons exemplos de cristãos e de igrejas – ambos têm faltado. Inspirados pelo amor de Deus devemos amar uns aos outros e promover a paz. Nossa fé deve diariamente nos levar ao abandono de pecados e a uma estilo de vida que honre a Deus. Se faltarem marcas como estas é bem provável que nos falte fé. A fé que nos faz cristãos de verdade.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui