Verônica Costa chega a delegacia para depor sobre acusação de tortura

Marido a acusa de tê-lo queimado com produtos químicos por 20 horas. Na semana passada, funkeira afirmou que só contaria sua versão à polícia

A funkeira Verônica Costa chegou para depor à 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes) na manhã desta segunda-feira (28). A delegacia investiga se ela torturou o marido Márcio Costa, que a acusa de tê-lo queimado com produtos químicos após uma suspeita de traição.

Na semana passada, orientada por seu advogado, a funkeira e ex-vereadora disse que só iria contar detalhes da briga à polícia. Ela disse que não foi intimada, mas que iria comparecer espontaneamente. Acolhida em casa de parentes, ela diz que não está foragida.

Além de Verônica, Márcio acusa quatro parentes dela de terem participado das agressões por mais de 20 horas. Na sexta-feira (25), ele saiu do CTI do Hospital Pasteur, no Méier, na Zona Norte, e foi transferido para um quarto da unidade. Nesta segunda, ele deve passar por uma cirurgia.

Drogas
Verônica lamentou o que aconteceu, mas garantiu que não houve espancamento. Ela diz que só pediu a ajuda de parentes para controlar o marido que estaria sobre o efeito de drogas. Segundo ela, o marido é dependente de cocaína e ecstasy.

Já o pai de Márcio, Felicíssimo Costa, nega que o filho seja dependente de drogas e disse que Márcio nunca teve envolvimento com entorpecentes. O sogro acha estranho que ela tenha permitido que o marido usasse drogas, já que Verônica sempre combateu o uso de drogas.


Fonte: G1

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui