Vereador de Ilhéus investigado por esquema de fraudes se entrega à polícia

Vereador de Ilhéus investigado por esquema de fraudes se entrega à polícia. Foto: G1

O vereador Lukas Paiva (PSB), investigado por suposta participação em um esquema de corrupção na Câmara de Vereadores de Ilhéus, sul da Bahia, foi preso novamente na segunda-feira (2). Ele é um dos alvos da Operação Xavier, que apura esquema de fraudes em contratos e licitações na câmara.

Lukas Paiva já havia sido preso em maio e solto em junho do ano passado após um habeas corpus. Em novembro, ele foi afastado do cargo pelo prazo de 180 dias. No mês de dezembro, a Justiça determinou novamente a prisão dele, mas ele só se entregou nesta segunda.

Na época em que a Justiça determinou novamente a prisão do vereador, a defesa de Lukas informou que a determinação judicial era “desnecessária”.

Operação

Coordenada pelo Ministério Público da Bahia, a operação foi deflagrada no dia 15 de maio de 2019 e teve como objetivo desarticular uma organização criminosa que atuava na Câmara de Vereadores de Ilhéus.

Segundo o MP-BA, os investigados estão envolvidos em organizações criminosas instaladas na Câmara e responsáveis por operacionalizar múltiplos esquemas de corrupção ao longo de sucessivas gestões na Casa Legislativa. Os nomes dos outros investigados não foram divulgados.

Além dos mandados de prisão, os agentes também cumpriram dez de busca e apreensão, todos expedidos pela 1ª Vara Criminal de Ilhéus. O material, contando com celulares e documentos, foi encaminhado para o MP. Além dos presos, um vereador e sete servidores da casa legislativa foram afastados.

Fonte: G1BA

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui