Veja como fica o retorno das aulas em Teixeira de Freitas

Escola cívico-militar em Teixeira de Freitas. Foto: Ascom/Arquivo

Uma das dúvidas que pairam na cabeça de muitos pais é quanto ao retorno das aulas e como ficará a vida escolar do filho (a).

O Jornal OSollo buscou junto à Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Teixeira de Freitas informações sobre o assunto e, segundo foi repassado, o ano letivo 2020 deve ser finalizado em março, com retomada das aulas, após período de recesso, no próximo dia 1 de fevereiro.

As aulas referentes a 2021 têm previsão de início em abril, mas, antes disso, o Município irá divulgar o período de renovação e matrículas para os pais e responsáveis.

Ainda conforme a Assessoria de Comunicação, neste primeiro momento, seguindo decreto do governo do estado, as aulas estão sendo preparadas para o retorno de forma remota. Ainda assim, há um trabalho sendo desenvolvido para, assim que o governo liberar, as aulas presenciais retornarem de maneira segura.

Com esta finalidade, dentre as ações em andamento, uma comissão irá se reunir nos próximos dias para avaliar as possibilidades, ver questões de sanitização para um possível retorno presencial, mas, tudo observando a progressão da doença – critério também adotado por outros estados e seus municípios.

A Prefeitura destacou que, devido às poucas doses de vacinas recebidas, este início do calendário escolar 2021, previsto para abril, deve ser de maneira remota, pois, ainda não teremos na cidade, sem a imunização, uma situação considerada tranquila e segura para todos.

Entretanto, a’OSollo foi esclarecido que as matrículas para o programa Educação para Jovens e Adultos (EJA) abrirão na sexta-feira, 29 de janeiro, e vão até dia 3 de fevereiro, para aqueles alunos do programa que conseguiram concluir o ano letivo em 2020, e o retorno das aulas da EJA deve ocorrer nesta mesma data, também remotamente.

Recentemente, alguns pais de alunos e proprietários de escolas particulares realizaram uma carreata na cidade pedindo a volta das aulas presenciais. Segundo a Assessoria do município, isto não deve ocorrer sem que haja uma determinação por parte do governo do estado, cujo decreto mais recente proíbe as aulas presenciais na Bahia até dia 30 de janeiro.

1 COMENTÁRIO

  1. O meu comentário é sobre os consertos e conservação das Escolas Municipais . Um Ano sem aulas presenciais e não houve nenhuma iniciativa por parte da Administração Pública para consertar e reformar as Escolas Públicas.
    Tenho ouvido comentários dos moradores dos Bairros, sobre o estado em que se encontram as Escolas onde seus filhos estudam.
    Eu não acho justo que as Escolas Particulares sigam o mesmo Decreto das Escolas Municipais, sendo que a realidade é totalmente diferente.
    As Escolas Particulares concluíram o Ano Letivo de 2020 e estão todas prontas, de acordo com as exigências da OMS, para receber seus alunos no Ano Letivo de 2021.
    As Autoridade precisam avaliar essa situação e serem justos em suas decisões .

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui