Uso indiscriminado de telas pode causar dependência

Segundo psicóloga, pais e professores devem ficar atentos ao comportamento dos jovens para procurar tratamento para o vício

Foto ilustrativa/Internet

O Revista Brasil repercute um estudo do National Institutes of Health sobre os efeitos de telas de celular, tablets, computadores e televisões no cérebro de crianças, adolescentes e adultos. A pesquisadora, professora e psicóloga da Universidade Federal do Rio de Janeiro Ana Lucia King fala sobre o tema.

Ana Lucia afirmou que a dependência patológica da tela tem semelhança com o vício em álcool e drogas.

Ela ressalta que os pais e professores devem ficar atentos ao comportamento dos jovens para que saibam quando é importante procurar por ajuda.

Quando os pais, ou qualquer outro familiar, ou mesmo os professores da escola começarem a perceber algum prejuízo na vida desse jovem, na vida pessoal, social, acadêmica ou profissional – se ele já fizer alguma atividade profissional -, em todas essas áreas, é o momento de levar para receber uma orientação, porque possivelmente deve ter um transtorno de ansiedade, uma depressão, uma fobia social associada agravando esse quadro”, ressaltou.

Ela recomendou que os pais limitem o tempo de uso e sejam também exemplo para os filhos, evitando utilizar em excesso na frente deles.

Fonte: EBC/RevistaBrasil

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui