Unidade de processamento de mandioca será inaugurada em comunidade rural de Acajutiba neste mês de junho

Unidade de processamento de mandioca será inaugurada em comunidade rural de Acajutiba neste mês de junho. Foto: Ascom

Está tudo pronto para a inauguração da unidade de processamento de mandioca e derivados da comunidade rural de Pau de Candeia, localizada no município de Acajutiba, prevista para o dia 30 de junho. A agroindústria foi implantada pelo Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva, no valor de R$466,7 mil, com capacidade de processamento de 750 quilos de farinha por dia.

Na quinta-feira, 23 de junho, representantes da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e da prefeitura realizaram uma visita técnica na unidade, que deu início aos testes das máquinas e equipamentos. O chefe de gabinete da SDR, Jeandro Ribeiro, anunciou que, além da inauguração da unidade, será construído um maniveiro e serão entregues mil mudas de mandioca à comunidade.

Foto: Ascom

Implantada pelo Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva, a agroindústria vai atender diretamente 130 agricultores familiares da região, que poderão beneficiar a mandioca produzida por eles.

O prefeito de Acajutiba, Alexandro Menezes de Freitas, destacou que a entrega das mudas será muito importante para a região: “São mudas de qualidade para aumentar a produtividade da mandioca no município, que, somadas ao investimento da casa de farinha, vão alavancar a economia e autonomia dos nossos agricultores”.

Foto: Ascom

A agricultora Edna Reis dos Santos é uma das beneficiadas: “Ter uma unidade de processamento de mandioca na nossa comunidade é um sonho, pois antes tínhamos um processo todo manual, que necessitava de muito esforço braçal. A nossa casa de farinha marca uma nova conquista para as famílias da comunidade, que vai melhorar nossa renda e gerar empregos”.

O Bahia Produtiva é um projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), cofinanciado pelo Banco Mundial.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui