Um conto de Natal

“Hoje, na cidade de Davi, lhes nasceu o Salvador que é Cristo, o Senhor.” (Lucas 2.11)

Numa floresta havia três pequenas árvores em crescimento. Certa manhã elas conversaram sobre o futuro. “Um dia seremos cortadas e doar a nossa vida precisa ser compensado com algo grandioso. Então,” disse a primeira, “quero me tornar um baú onde tesouros muito preciosos sejam guardados.” A segunda disse: “quero me tornar um grande navio, que sirva para levar reis e rainhas a muitos lugares.” E a terceira disse: “eu quero me tornar uma grande torre, tão alta que todos que olharem para mim possam ver também o céu”.

O tempo passou e as árvores foram cortadas. Da primeira fizeram um cocho onde os animais vinham se alimentar e cheirava a feno. Da segunda, um pequeno barco de pesca que servia a rudes pescadores e cheirava a peixe. Da terceira, uma cruz usada para punir foras da lei e manchada de sangue. Mas um dia chegou o natal e tudo mudou. O cocho foi usado para acolher o menino Jesus. Pastores, sábios e anjos vieram visita-lo. Chegou um dia em que o menino cresceu e o pequeno barquinho de pesca recebeu o homem Jesus que, assentado nele ensinava os caminhos de Deus. E a cruz certo dia foi colocada sobre os ombros do Salvador e nela Jesus, o único homem justo, morreu derramando Seu sangue para redimir os pecadores.

Temos sonhos que talvez se concretizem ou venhamos a nos encontrar em circunstâncias e condições que jamais gostaríamos. Mas realizar nossos sonhos não significa conquistar a vida e vê-los todos perdidos no tempo também não significa que somos um fracasso. O segredo da vida está em Jesus, que nasceu em Belém, mas que nasce também na gente e nos livra do pecado. Neste natal devemos orar: “Querido Jesus, vem viver em mim”. Sua presença é o que dá significado à nossa história, não importa onde tenhamos ido ou a vida tenha nos levado. Louvado seja o Senhor Jesus Cristo! Que o natal de Cristo mude completamente sua história!

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui