Uesc discute Educação Matemática em simpósio internacional de pesquisa

A Universidade Estadual de Santa a Cruz (Uesc) realiza na próxima semana (de segunda a quarta-feira), o 4º Simpósio Internacional de Pesquisa em Educação Matemática (Sipemat), com o tema central ‘Educação Matemática e contextos da diversidade’. O evento é organizado pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática (PPGEM) e já tem 600 inscritos, entre pesquisadores e alunos de pós-graduação do Brasil, Portugal, Espanha e Colômbia.

Segundo os organizadores, a realização do Sipemat no estado da Bahia é justificada por ser neste contexto que se encontra o primeiro mestrado da área de Matemática da região Nordeste do Brasil, iniciado em 2012, quando ocorreu a terceira edição do simpósio, no Ceará. “Desta forma, a sinergia da comunidade de pesquisadores envolvidos com o Sipemat impulsionou o PPGEM como cenário de debates das pesquisas em desenvolvimento na área da Educação da Matemática”.

Há entendimento de que a Educação Matemática vem passando por diversos avanços no panorama mundial, além de perspectivas de pesquisa, que surgem nesse cenário, impulsionadas pela presença de múltiplas culturas, nacionalidades, raças e etnias nos variados níveis e modalidades de ensino. Essa necessidade torna latente a necessidade de expandir pesquisas e discussões e também buscar a ampliação da produção de conhecimentos científicos que atendam às demandas especificas por uma Educação Matemática Crítica e Inclusiva.

Os estudiosos dessa área do conhecimento entendem que o Brasil possui uma grande tradição de estudos culturais em Educação Matemática, tendo o professor Ubiratan D’Ambrosio como o seu principal expoente. Além disso, diversos trabalhos foram desenvolvidos mostrando o pensamento matemático em grupos culturalmente diversos, como os povos indígenas, quilombolas, pescadores, vendedores de rua, entre outros.

Sipemat

O Simpósio Internacional de Pesquisa em Educação Matemática surgiu de um debate acerca de questões relativas ao ensino de estatística, ganhou corpo e ampliou sua abrangência para discussões pertinentes a diferentes aspectos da Educação Matemática. Outros fatores colaboraram, como o interesse em promover um encontro de nível internacional no Nordeste, uma vez que eventos desse porte ocorrem prioritariamente no eixo Sul-Sudeste.

Desde o início, o Sipmat tem buscado congregar educadores matemáticos do Brasil e do exterior. Assim, tem ocorrido um avanço no sentido de se estabelecer intercâmbios, buscando a realização de pesquisas e publicações, de modo a integrar experiências que conduzam a avanços nos debates acerca da aprendizagem e do ensino da Matemática. As duas primeiras edições aconteceram no estado de Pernambuco.

Secom BA

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui