Tribuna nega direito de parente de ex-prefeito morto em 2º.mandato a se candidatar

alt

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) respondeu negativamente a uma consulta feita pelo deputado federal Paulo Azi (DEM-BA) em sessão realizada na noite desta terça-feira (24). O parlamentar questionou se um parente de ex-prefeito morto já no exercício do segundo mandato poderia concorrer ao cargo nas eleições seguintes. “Isso me foi sugerido por um advogado de Brasília, que consideram que a legislação não era clara em relação a isso, gerava dúvida de como proceder nessa situação”, explica Azi. O democrata afirma que a pergunta não se referia a algum caso específico. “Até a semana passada, não tinha nenhuma informação”, disse o deputado. Na Bahia, a situação da irmã da ex-prefeita de São Francisco do Conde, Rilza Valentim, que faleceu aos 51 anos em julho de 2014, se enquadra na hipótese levantada por Azi. Ex-petista, Ralison Valentim se filiou ao DEM em março deste ano e é cotada para disputar as eleições deste ano no município. O viúvo de Rilza, Joaci Pena, também se filiou ao partido – ele já havia assumido a função de secretário municipal na gestão do atual prefeito, Evandro Almeida (PP) – e também já teve seu nome citado como possível pré-candidato.

Fonte: Bahia Notícias

Foto: Divulgação

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui