Tempestade tropical deixa área da BA e cidades retomam aulas

A tempestade tropical ‘Iba’ deixou a área da Bahia e avança pelo litoral sul do Espírito Santo e norte do Rio de Janeiro, segundo relatório divulgado nesta terça-feira (26) pela Marinha do Brasil, que monitora o fenômeno.

Com isso, as aulas nos municípios de Mucuri e Nova Viçosa, localizados no sul do estado, foram retomadas nesta terça, depois de serem suspensas na segunda-feira por precaução, após alerta da Defesa Civil.

Segundo a Marinha, a tempestade Iba, termo em tupi-guarani que significa “ruim”, se localiza neste momento em alto-mar, a cerca de 400 km (217 milhas náuticas) da cidade de Campos dos Goytacazes (RJ) e está estendendo-se entre o litoral sul do estado do Espírito Santo e norte do Rio de Janeiro.

Ainda conforme o órgão, o fenômeno apresentou intensidade nos ventos de 65 km/h (35 nós) às 15h desta terça, em um círculo de 185 km (100 milhas náuticas) em torno da posição de seu centro. Portanto, a tempestade está apenas na região marítima. Na segunda, a tempestade tropical apresentou intensidade máxima dos ventos de 101 km/h em alto-mar.

São esperados ventos fortes entre o litoral norte do estado do Rio de Janeiro e o litoral sul do Espírito Santo, podendo atingir 87 km/h (47 nós), com rajadas em alto-mar, mas sem provocar intensificação dos ventos junto à costa, até a noite de quarta-feira (27). Há previsão de mar grosso no mesmo trecho do litoral, com alturas de ondas entre 3,0 e 4,0 metros em alto-mar.

Tempestade tropical Iba. — Foto: Climatempo

A condição de tempo severo provocada por esse sistema ocorrerá principalmente em alto-mar, associada à chuva intensa.

A Marinha disse que o deslocamento da tempestade continua previsto predominantemente para Sul, com leve componente para Leste, até a noite desta quarta, portanto, afastando-se da costa.

Ainda de acordo com o órgão, seus efeitos podem ser sentidos principalmente na área marítima nas proximidades do litoral sul do estado do Espírito Santo e norte do Rio de Janeiro.

A Marinha disse que mantém todos os avisos de mau tempo em vigor na internet e que emitirá nova atualização sobre a tempestade tropical na quarta-feira.

O fenômeno foi classificado inicialmente como ciclone. No entanto, conforme a Marinha, a depressão tropical que se formou no litoral sul da Bahia apresentou intensidade dos ventos menor do o inicialmente previsto e, por conta disso, foi reclassificado para tempestade tropical.

O fenômeno natural é monitorado pela Marinha, por meio do Centro de Hidrografia (CHM), com colaboração com o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) e o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC/INPE).

Fonte: G1/BA

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui