Temer diz que só tem um candidato na Bahia: Geddel

O candidato a vice-presidente da República e presidente nacional do PMDB, Michel Temer, esteve nesta terça-feira (28) em Salvador, numa visita política em apoio ao candidato do partido ao Governo do Estado, Geddel Vieira Lima. Com ele, veio à capital baiana o ex-governador do Rio de Janeiro, Moreira Franco, representando a coordenação da campanha da candidata à Presidência da República, Dilma Rousseff. Os dois afirmaram em entrevista à imprensa, que Geddel é o único candidato a governador que apóiam na Bahia.

“Estou aqui como candidato à vice-presidência da República e presidente nacional do PMDB, para trazer o apoio ao nosso candidato Geddel”, disse Temer, acrescentando que na Bahia o seu palanque é o do candidato do seu partido.

No encontro político com Temer e Moreira Franco, ocorrido num dos mais conhecidos restaurantes de Salvador, Geddel teve ao seu lado os candidatos ao Senado, César Borges (PR) e Edvaldo Brito (PTB), o seu vice, Edmundo Pereira, o prefeito da capital, João Henrique, o presidente estadual do PMDB e candidato a deputado federal Lúcio Vieira Lima, o presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), Roberto Maia, parlamentares peemedebista e dos demais partidos que compõem a coligação em apoio ao candidato. Geddel reafirmou o seu apoio à Dilma Rousseff, citando entre os motivos para manter a sua posição, justamente a presença de Temer na chapa.

“O que me mantém firme nos meus compromissos é a minha história. Eu acho que o homem público tem que honrar os seus compromissos e eu tenho compromisso com o que foi compactuado com o PMDB nacional e em apoiar a candidatura de Dilma, porque, além de tudo, ela traz o meu presidente Michel Temer, meu amigo, companheiro de jornada política, presidente do partido, presidente da Câmara e liderança inconteste nacional”, ressaltou Geddel.

Geddel lembrou que o seu apoio ao projeto político liderado pelo Presidente Lula se deve ao fato dele reconhecer que o atual governo federal tem trabalhado e trazido resultados positivos para o Brasil, “ao contrário do que ocorre com o atual Governo da Bahia”. As críticas ao Governo Wagner ele sustentou nos principais indicadores sociais econômicos, como os do IBGE e do Ministério da Educação, que demonstram a ineficiências das políticas públicas baianas em áreas como educação, saúde e segurança.

Temer destacou a coerência de Geddel em toda a sua vida pública, ressaltando que em nenhum momento ele deixou de reconhecer o valor do Governo Lula e, mesmo diante de fatos que poderiam justificar uma nova postura política, manteve-se coerente com o que considera o melhor para a Bahia e o Brasil.

Presente ao encontro, o prefeito João Henrique reafirmou a sua certeza de que Geddel vai estar no segundo turno. Ele disse que, além da capital, tem visitado o interior do Estado e a sua avaliação é o de que as pesquisas não traduzem o real sentimento das ruas.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui