Teixeira: Pessoas em situação de rua ficam expostas ao perigo do coronavírus

blank
Imagem: Arquivo pessoal

Ficar em casa. Essa tem sido a palavra de ordem diante do aumento dos casos notificados do novo coronavírus, o Covid-19, em todo o país.

Mas qual sentido há para aqueles que dormem em bancos, calçadas, sobre papelões e nem sequer têm onde lavar as mãos?

Sem nenhum lugar para se isolar, a população de rua (não somente de Teixeira de Freitas) se encontra ainda mais vulnerável. Somado aos efeitos do uso de drogas, insegurança, o frio,  problemas de saúde, alimentação escassa, falta de informação, muitas dessas pessoas ainda veem com descrédito a gravidade da doença.

blank
Imagem: Arquivo pessoal

Esse cenário vem sendo compartilhado nos últimos dias nas redes sociais. Voluntários de igrejas, estudantes e do Projeto Amar, que atuam diretamente com o público, cobram um olhar sensível para a situação.

Segundo estes voluntários, o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP) e o consultório de rua, equipamentos públicos, estão fechados e a única informação que tiveram foi que alimentos foram distribuídos.

Em Teixeira de Freitas, o Centro POP constitui-se uma unidade que desenvolve atividades desde 2014. Atende, em sua maioria, adultos do sexo masculino, que chegam por encaminhamento de rede ou demanda espontânea.

Eles têm direito a banho, refeições, lavagem de roupa, provisão de documentos e/ou concessão de passagens rodoviárias, entre outros serviços.

Desde que a pandemia foi declarada, medidas diversas vêm sendo tomadas pelo Poder Público, mas pouco ou nada foi apresentado para essa demanda. Foi o que motivou pessoas que atuam voluntariamente a pedirem um tratamento digno.

A nossa cobrança inicial é que fossem ampliados os horários do Centro POP, mas estão fechados. Seguindo outras cidades, cobramos um local que seja um abrigo temporário para enfrentar essa pandemia, com dignidade. Nosso projeto está oferecendo suporte“, disse um dos voluntários.

blank
Imagem: Arquivo pessoal

Em contato com a Secretaria Municipal de Assistência Social de Teixeira de Freitas, o jornal OSollo foi informado que uma portaria deve regular medidas para a pasta, incluindo os serviços para a população de rua. Até esta terça-feira, dia 24, o documento não havia sido publicado.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui