Teixeira: MP aciona Vivo por falhas no serviço de telefonia móvel

(Foto ilustrativa)
O Ministério Público estadual ajuizou ontem, 15, ação civil pública com pedido liminar contra a Vivo. O promotor de Justiça Thiago Albani Oliveira solicita que a Justiça obrigue a operadora a resolver os problemas técnicos no serviço de telefonia móvel prestado no município de Teixeira de Freitas e que ela seja condenada a pagar R$ 10 milhões por danos morais coletivos e individuais.

Segundo a ação, os clientes da empresa na cidade têm sofrido com falhas e quedas nas linhas telefônicas, com os aparelhos por horas indisponíveis ou aparentemente desligados quando permanecem gastando os créditos dos usuários. O promotor de Justiça pede também que a decisão judicial proíba a Vivo de vender qualquer linha telefônica nova até que o serviço seja regularizado e que a operadora cobre pelo tempo real de ligação e não pelo minuto completo a cada queda de chamada. Ele informa na ação que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) confirmou as falhas da cobertura da Vivo no município, inclusive detalhando que no ano de 2013 “foram registradas queda em todo o sistema, com até três horas e 48 minutos de interrupção em um só dia”.

 

 

 

 

Fonte: MP BA

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui