Teixeira de Freitas: Melhor em Casa cura pelo tratamento humanizado

A Prefeitura de Teixeira de Freitas/Secretaria Municipal de Saúde já está realizando internações domiciliares, possibilitando aos pacientes o cuidado necessário e o carinho do lar. A Prefeitura lançou há pouco mais de um mês o Melhor em Casa, programa originário do Governo Federal, que permite a internação domiciliar com o tratamento de pacientes estáveis. Uma equipe multidisciplinar acompanha de perto cada paciente e já é chamada por “anjos de Deus”.

Carmen Dolores Araújo, 71 anos, foi transferida no dia 6 de maio e, desde então, apresentou sensível melhora. Por complicações cardíacas, ela chegou a ser internada na UTI do Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTF), e, após estabilização, foi enquadrada no programa. Para ela, foram “anjos de Deus, que me acharam no hospital e me trouxeram para tratar em casa”.

O trabalho da equipe formada por médico, enfermeiro, técnico em enfermagem, nutricionista, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, farmacêutico e assistente social permite o acompanhamento e tratamento integral do paciente e, somando-se a isto, o ambiente familiar, as possibilidades de reabilitação do paciente são ainda maiores.

“Ontem eu dei tanta risada que até esqueci que eu estava doente”, D. Carmen fez questão de falar que as visitas que recebe em casa, o contato com os filhos, netos, vizinhos e amigos fazem toda a diferença, e fez um destaque especial “não tem nada melhor do que a cama da gente”.

A ideia do programa, que é do governo federal, executado pela Prefeitura de Teixeira de Freitas é exatamente essa: humanizar o tratamento para alcançar melhores resultados na prestação da saúde pública, e contribuir, também, com a diminuição da ocupação de leitos nas unidades hospitalares por pacientes que não dependam da estrutura hospitalar. “Temos a obrigação de cuidar das pessoas e é exatamente isso que estamos priorizando”, comentou o prefeito João Bosco Bittencourt.

A filha de D. Carmen, Telma Regina Araújo, é também sua cuidadora e foi capacitada pela equipe do Melhor em Casa para cuidar da mãe. Segundo ela, esse é o “melhor programa que o Ministério da Saúde já criou”. Em novembro do ano passado sua mãe começou a ter complicações cardíacas e a filha comemora por não precisar submetê-la ao desgaste que o ambiente hospitalar representa. “Tem que falar na TV, quem teve ideia de fazer esse programa está de parabéns”, comemora D. Carmen.

 

Departamento de Imprensa da Prefeitura de Teixeira de Freitas

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui