Teixeira de Freitas: 10 mil doses da CoronaVac são necessárias para imunizar primeiro grupo prioritário

Vacinação está prevista para começar na quarta (20)

Diretora da Vigilância em Saúde explica planejamento. Fotos: Ascom/PMTF

O Governo Federal liberou nesta segunda, 18, a vacina contra a covid-19 em todos os estados brasileiros, utilizando a CoronaVac, desenvolvida em parceria o Instituto Butantan e o laboratório chinês Sinovac.

Das 6 milhões de doses disponíveis neste primeiro momento, a Bahia receberá 376 mil para vacinar 180 mil pessoas, mas a quantidade que cada município receberá ainda não foi divulgada.

Em Teixeira de Freitas, a necessidade seria de receber 10 mil doses para imunizar o primeiro grupo, mas segundo Rosidalva Barreto, Diretora de Vigilância em Saúde do município, provavelmente o número será menor.

“Quando tivermos a quantidade exata poderemos apontar mais especificidades de nosso planejamento. Segundo a Sesab, em Teixeira, nós receberemos as doses amanhã até no máximo 18h. Na quarta-feira, quando começa de fato a campanha, vacinaremos os moradores do Lar dos Idosos e iniciaremos a imunização de profissionais da linha de frente do Hospital de Campanha. Profissionais do Centro Covid também estarão nessa lista prioritária”.

Foi definido pelo Ministério da Saúde que a vacinação terá quatro grupos que devem ser atendidos inicialmente.

O primeiro é composto pelos profissionais de saúde, idosos com mais de 75 anos, idosos institucionalizados e indígenas. No caso de Teixeira de Freitas, não se enquadra a população indígena, e a única instituição com idosos receberá com prioridade a imunização.

É importante ressaltar que, neste momento inicial, são poucas doses da vacina e não haverá oferta para a população em geral, por isso a logística adotada é única.

O nosso plano é vacinar os profissionais nos próprios locais de trabalho, por isso já iremos ao Hospital de Campanha na quarta-feira. No caso de idosos acima de 75 anos que tenham dificuldade de locomoção e estejam acamados, a possibilidade é de que sejam vacinados em casa. O drive-thru também entra no planejamento, assim como a distribuição de doses em unidades de saúde estratégicas”, anunciou a diretora.

As primeiras doses da vacina são aguardadas pelas equipes do município

Ainda segundo a Diretora de Vigilância em Saúde, o objetivo da vacina agora não é controlar o número de casos, mas evitar o agravamento da doença e os óbitos.

Como os idosos têm sido atingidos de forma mais dura pelo novo coronavírus, eles são a prioridade, além dos profissionais de saúde que são os responsáveis por cuidar diretamente da população.

À medida que novas doses chegarem, a imunização será ampliada até que atinja os grupos que já foram definidos pelo Ministério para essa fase.

Os cuidados preventivos como uso de máscara, distanciamento social e higienização das mãos devem continuar intensos apesar do início da vacinação.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui