Teixeira: Assessora acusa vereadora de extorção; edil nega

(Foto: Reprodução/Portal N3)
Uma grave acusação chegou ao conhecimento da imprensa de Teixeira de Freitas nesses últimos dias. Cláudia Santana Neves, ex-assessora da vereadora Oneidi Alves, acusou a edil de exigir parte do salário que recebia pela assessoria. Cláudia foi contratada para a assessoria jurídica, a pedido da própria Oneidi, começando a trabalhar em fevereiro de 2014, tendo sido contratada oficialmente em 1º de abril, percebendo o salário de R$ 2.950,00. Cláudia, que é advogada, conta que, a partir do momento em que foi admitida, foi abordada pela vereadora que exigia, todo o mês, o repasse de R$ 1.950,00, restando para ela apenas R$ 1.000,00. Cláudia afirma que suportou o abuso por pouco tempo e, recentemente, parou de fazer o repasse. Por esse motivo, a vereadora, no início de setembro, requereu à presidência da casa que Cláudia fosse exonerada.

Recebendo a notícia, a advogada denunciou o fato à Câmara e oficiou à OAB, pedindo providências. Na sessão ordinária da Câmara, realizada em 16 de setembro, a vereadora Oneidi declarou da tribuna que as informações não são verdadeiras e que seus advogados já estão trabalhando para restabelecer a verdade e responsabilizar quem quer prejudicá-la e que isso acontecerá nas esferas criminal e cível. Oneidi afirmou ainda que disponibilizará todos os seus extratos bancários para comprovar que não praticou qualquer ilícito e que isso parte dos planos de quem quer prejudicar seu trabalho com o povo.

Informações vazadas à imprensa dão conta de que a advogada e ex-assessora Cláudia tem gravações sobre o fato e que essas comprometeriam a vereadora. Procurada por órgãos de imprensa, Cláudia se recusou a entrar em detalhes, afirmando que está sendo representada pela OAB.

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui