Sesab repassou mais de R$ 3,9 mi nos últimos 30 dias para empresa que administra hospital em Porto Seguro

Em nota, médicos da unidade denunciam meses de atraso salarial

Foto: Arquivo

Nesta terça-feira, 02 de junho, uma nota de repúdio ganhou as redes sociais e sites do extremo sul baiano. O conteúdo fazia menção ao não pagamento de salários aos médicos do Hospital Regional Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro.

Conforme o texto, os profissionais não recebem remuneração há três meses consecutivos e estavam sendo colocados em “plano secundário” diante da pandemia de covid-19.

A administração da unidade hospitalar é terceirizada pelo Governo do Estado, ficando sob responsabilidade do Instituto de Gestão e Humanização (IGH). A empresa administra ainda outros equipamentos pelo estado.

A Redação do jornal OSollo procurou o Governo do Estado, que, por sua vez, esclareceu, através da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), que “realiza pagamentos regulares e consecutivos a todos os fornecedores, inclusive ao Instituto de Gestão e Humanização (IGH), que é o responsável pela gestão do Hospital Regional Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro”.

A Sesab informou ainda que, nos últimos 30 dias, “foram realizados pagamentos que superam os R$ 3,9 milhões referentes a unidade.”

E ressaltou: “a mesma é responsável pela gestão da mão de obra, insumos e demais itens necessários para o adequado atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS)”.

A IGH, também contatada pelo jornal OSollo, informou que aguarda o posicionamento da diretoria para, então, comentar o assunto. 

A unidade

O hospital é uma unidade de alta e média complexidade, capacitada para cuidados por meio de serviços de diagnóstico e terapia, ambulatório eletivo de especialidades, cuidados de emergência, hospitalização, serviços de assistência social.

Atende à demanda dos nove municípios que compõem a Costa do Descobrimento, inclusive é referência no tratamento da covid-19.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui