Servidores têm que explicar acúmulo

84 servidores lotados na Secretaria Estadual de Educação, em diversos municípios, foram convocados mais uma vez a prestar esclarecimentos na Corregedoria Geral da Bahia.

Entre os convocados, 68 são professores que foram investigados por acumulação indevida de cargos. Os servidores aparecem em um relatório concluído em novembro pelo TCE, Tribunal de Contas do Estado.

O documento foi elaborado a partir de cruzamento de dados das folhas de pagamento do Executivo com a de órgãos municipais e federais.

O TCE descobriu que entre as principais irregularidades cometidas pela maioria dos professores estão a multiplicidade de vínculos empregatícios, acúmulo incompatível de cargos públicos e de carga horária.

Os servidores acusados foram convocados mais de uma vez. Na quarta, eles receberam um ultimato para prestar esclarecimentos entre os dias 19 e 23. Quem não atender a convocação terá os salários suspensos.

Fonte: A Região

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui