Servidores do Judiciário da Bahia entram em greve nesta quinta-feira

Paralisação ocorre por tempo indeterminado, segundo Sinpojud.

Efetivo de 30% dos servidores continuam em operação.

Os servidores do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) pararam as atividades nesta quinta-feira (30) por tempo indeterminado, segundo informações do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado da Bahia (Sinpojud). Entre as solicitações da categoria estão pagamento do percentual de 5% referente a última parcela do Plano de Cargos e Salários da Categoria e pagamento da gratificação de atividade externa dos oficiais de Justiça.

“Ontem [quarta-feira] eles liberaram o pagamento do reajuste linear 2015 no percentual de 6,41%, retroativo a março, que era um dos nossos pedidos. Mas a nossa paralisação é por falta de cumprimento legal por parte do Tribunal, pois queremos o pagamento referente a última parcela do Plano de Cargos e Salários da Categoria. Além disso, temos que mostrar à sociedade que a morosidade do judiciário não tem relação com a gente. São mais de um milhão de processos e sete mil servidores, cerca de 150 mil processos por servidor, um volume exorbitante de processos”, revela.

Ainda de acordo com o Sindicato, 30% do efetivo que corresponde ao plantão judiciário está em atividade para garantir a continuidade dos serviços públicos essenciais como: cumprimento de liminar de saúde, Habeas Corpus, expedir guia de sepultamento, certidão de óbito e cumprir alvará de soltura.

A categoria já tinha realizado duas paralisações em datas distintas no mês de junho, ambas por 24 horas, tendo reivindicação a reposição salarial. No dia 2 de junho, o TJ-BA informou que estuda formas de reduzir a folha de pagamento e conseguir margem no orçamento para conceder o reajuste, sem ultrapassar o limite previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal. A reportagem não conseguiu contato com o TJ-BA até a publicação desta reportagem.

No dia 7 de agosto, às 9h, a categoria vai se reunir em assembleia, no Ginásio de Esportes dos Bancários, na Ladeira dos Aflitos, em Salvador.

G1

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui