SEGUIR A JESUS É AMAR E SERVIR

“O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.” (1 Coríntios 13.4-7)

Como é você? Quais as suas características? Quais seus pontos fortes e fracos? Ser um seguidor de Jesus significa estar a caminho de superar a própria condição, aquela imposta por nossa natureza e nossa história. É ganhar novas possibilidades e crescer em novas habilidades. Não que superaremos tudo, de forma alguma. E é provável, inclusive, que não superemos coisas que até gostaríamos de superar, mas que simplesmente permanecerão conosco. Isso é algo que nos deixa confusos. Por que Deus não resolve o problema que não temos dúvidas de que Ele deveria resolver? Ele sabe o que faz e, por fim, o problema não será problema! Por outro lado, muitas coisas também mudarão, pois não há como seguir a Jesus e nada em nós mudar! Entre as mudanças que virão, superaremos o orgulho, o egoísmo e aprenderemos a servir. Essas já serão mudanças enormes!

Mas, porque há pessoas que estão a tanto tempo na igreja e parecem não mudar? Jesus contou uma parábola em que certo pai pediu a seus dois filhos que fossem trabalhar em sua lavoura. O primeiro disse “sim”, mas não foi. O outro disse “não”, mas foi. “Qual deles fez a vontade do pai?”, perguntou Jesus. E depois disse aos religiosos judeus: “Digo-lhes a verdade: Os publicanos e as prostitutas estão entrando antes de vocês no Reino de Deus.” (Mt 21.31). Você entendeu o que Jesus estava dizendo? O Reino de Deus é algo intrigante. Bem diferente do que nossa religiosidade nos leva a pressupor. Viver o Evangelho é agir como um verdadeiro seguidor de Jesus e não apenas cantar e falar sobre isso. Não há lugar para orgulho, egoísmo e descompromisso com o serviço ao próximo, porque o Reino de Deus é o Reino em que aprendemos a amar. A Deus e às pessoas.

Falamos muito sobre mudar e sermos santos. Mas esquecemos que não há santidade sem amor e não há mudança verdadeira se não aprendemos a servir. Os versos de hoje nos falaram sobre características do amor. Se as contradizemos, estamos nos recusando a amar. Se as buscamos, estamos no caminho para aprender a amar. E é essa a marca dos verdadeiros seguidores de Jesus – amar e servir. Se pensamos apenas em nós mesmos, se a autogratificação é nosso alvo, devemos nos perguntar a quem estamos seguindo. Seguir a Jesus é viver mudando para amar e servir melhor. Você não nasceu com uma toalha em volta da cintura. Você não nasceu servindo. Você nasceu sendo servido. É assim que pretende continuar? Esse é seu alvo? Pois saiba que Jesus fez outra opção. Ele escolheu amar e servir. Se deseja segui-lo, faça o mesmo.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui