Recanto da Poesia: FLOR E AMOR

FLOR E AMOR

Quando se recebe uma flor,

No primeiro momento o encantamento dita o dia…

Mas nem sempre se tem a noção de como cuidar dela…

Às vezes achamos que a natureza cuida…

Que o orvalho da manhã rega…

Que o Sol ajuda a florescer…

Que um pouquinho de terra protege e faz a flor viver…

Mas esquecemos que a flor ouve e sente

O carinho que por ela se sente.

A flor morre ao se sentir abandonada, solitária

E nem o canto de um passarinho,

O pousar de uma borboleta,

O toque de um beija-flor

São capazes de fazer a flor renascer…

Mesmo antes de morrer.

Amor é assim.

 

“Cuide do seu jardim. Ocupe-se com aquilo que te faz bem. Não desperdice tempo e vida alimentando rancor. Também não tenha pressa em descobrir o que vem depois. Futuro se semeia no presente bem vivido e edificado com as verdades que se permite viver. Descubra novos horizontes e faça as malas. Não pare no tempo. Não estacione diante das oportunidades que a vida desenha entre um amanhecer e outro. Se faltar coragem se lembre das turbulências vencidas e espante o medo de ir. Não seja vítima da negligência própria. Tenha tempo para ouvir seu coração e respeite suas fraquezas. Não se obrigue a nada. Que o entusiasmo não te falte e que o sorriso contagie novas atitudes aquecidas de amor.” Cada pessoa é uma flor única…Não há no universo outra igual… O Divino cultivador as deposita em nosso lar, confiando-as aos nossos cuidados. E para que essas flores raras possam perfumar sempre o ambiente, ofertando-nos sua beleza, é preciso que as podemos de vez em quando, e as reguemos todos os dias com gotas de afeto e compreensão.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui