Racismo

Em Sapiens: “Uma Breve História da Humanidade”, livro de Yuval Harari, aborda a história da espécie humana na idade da pedra até o século XXI. Seu principal argumento é que o Homo sapiens  domina o mundo porque é o único animal capaz de cooperar de forma flexível em largo número e o faz por ser a única espécie capaz de acreditar em coisas que não existem na natureza e são produtos puramente de sua imaginação. Não existe racismo no reino animal.

No imaginário do branco ele não tem raça. É ser universal.

O maior conflito é a desigualdade econômica, que não existe no reino animal. O ser humano confunde a pele com a essência, não conhece a essência e sim a pele, se na essência não tem a educação então existe um outro tipo de preconceito, o cultural.

Primeiro vem o pensamento, a seguir, a transformação em realidade. O início, como você pode observar, está na imaginação. O que é a vida senão isso? Pessoas que, no fundo, são inexoravelmente estranhas umas às outras, que vivem separadas por uma neblina de preconceitos egoístas e que ,porque os nossos caminhos sempre se cruzam, ganham por alguns momentos, na distância de alguns passos, o perfil de um conflito, de uma superioridade, que o céu não pode ser afetado. Para o céu o racismo não existe,é muito pequeno.

Neste momento que a alma for tão pequena, olhe para o céu.

*João é natural de Salvador, onde reside. Engenheiro civil e de segurança do trabalho, é perito da Justiça do Trabalho e Federal. Neste espaço, nos apresenta o mundo sob sua ótica. Acompanhe no site www.osollo.com.br.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui