“Veneno de Aleluia destilado contra Lula revela ódio de classe”, diz líder do PT Yulo

Yulo Oiticica
Após contestar o título de doutor honoris causa concedido pela Universidade de Coimbra ao ex-presidente Lula, o democrata José Carlos Aleluia passou a fazer parte das orações do líder do PT na ALBA, deputado estadual Yulo Oiticica. “Tive a curiosidade de ler a carta encaminhada pelo o ex-deputado federal ao reitor da universidade lusitana. Não sou psicólogo, mas, o caso dele é grave. Talvez, nem Freud explique”, disse Yulo, que fez questão de lembrar os investimentos do governo Lula nas universidades públicas brasileiras.

“Em 2002, havia 43 universidades. Hoje são 57 universidades federais. Batemos o recorde de Kubitschek, que criou dez universidades federais. Nós criamos 14 universidades federais. Algumas delas na Bahia”, informou o petista.

Apesar de equivocada, o parlamentar petista também classificou a declaração de Aleluia oportuna, porque, revelou claramente que ainda perdura no país um conflito entre as classes sociais. “A declaração de Aleluia é igual a do Jair Bossanaro e mostra que a política brasileira ainda está impregnada de preconceitos classistas. O veneno de Aleluia destilado contra Lula revela o ódio de classe dele”, avalia Yulo.

Para o petista, Aleluia deveria perceber que a honraria concedida pelo solo sagrado de Coimbra ao cidadão Luiz Inácio Lula da Silva é um reconhecimento do tamanho do Brasil. “Aleluia vai sentar no lugar que a vida real lhe impôs. Na cadeira de uma sala de aula onde Lula é o professor, porque, nas últimas eleições ele foi reprovado”, cutucou Yulo.

Fonte: Cilene Brito/Assessora de Comunicação do Deputado Yulo Oiticica

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui